#Gelo…

Publicado em Atualizado em

Para os preocupados, como eu, do estado do nosso planeta aqui fica uma notícia. Perto de dois meses saiu uma em que os dinossauros poderiam ser uns potenciais causadores do aquecimento global devido ás elevadas emissões de metano… e que portanto, deveríamos consumir menos carne.

Gás metano pode ser um dos grandes vilões do degelo na Antártida

O estudo realizado pela Universidade de Bristol, na Califórnia, indicou que um grande volume de metano, um dos gases causadores do efeito estufa, pode ser um dos vilões do degelo da Antártida.

O estudo realizado pela Universidade de Bristol, na Califórnia, indicou que um grande volume de metano, um dos gases causadores do efeito estufa, pode ser um dos vilões do degelo da Antártida, tudo por causa do aquecimento global.

Cientistas simularam o acúmulo de metano nas bacias sedimentares do continente gelado, usando modelos e cálculos; sendo que nesses estudos, descobriram que é bem provável que microorganismos podem ter conseguido converter os grandes depósitos de carbono orgânico de gelo em gás metano.

Estando presente, o metano provavelmente está preso sob o gelo, mas podendo ser liberado para a atmosfera quando as temperaturas globais derretem a camada de gelo, alimentando assim mais o aquecimento global. Isso são afirmações dos cientistas, e essas mesmas estão publicadas na revista Nature.

De acordo com eles, declararam que, “O manto de gelo Antártico pode constituir um componente previamente negligenciado do inventário de hidrato de metano global, mesmo que exista uma incerteza significativa”, afirmou um dos cientistas.

Os níveis de gás metano vêm aumentando nos últimos anos, seguindo um período de estabilidade desde 1998, o gás que normalmente é retido como hidrato de metano em pequenas partículas sob um leito marinho, quando as temperaturas se elevam, o hidrato se quebra e assim libera o metano, dissolvendo-se em sua maior parte na água do mar, mas vale lembrar que, se o metano se romper na superfície do mar e escapar para a atmosfera, ele podem intensificar o aquecimento global.

No estudo, os cientistas já localizaram vários pontos no Ártico onde o metano está sendo liberado na atmosfera, mas o potencial para a formação de metano sob o manto de gelo Antártico tem sido muito menos analisado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s