Invocando Memórias–O Concerto da Rihanna no Meo Arena

Publicado em

Pois é, já fez muito que este concerto foi mas lembro como se fosse ontem e com muitas saudades daquilo que é e foi um ambiente fantástico. Mas bem, vamos voltar atrás no tempo, sim?

Foi no dia 12 de Fevereiro, nos meus 18 anos que os meus pais me deram de prenda os bilhetes para ir ao concerto do ano e aí fiquei feliz por isso, por ir ver alguém de quem aprecio quer as músicas que a presença em palco.

E assim foi, no dia 28 de Maio – véspera do meu último teste de Psicologia – que parti para Lisboa, de comboio e todo contente por partir mais uma vez numa aventura para a capital portuguesa. O dia do concerto não foi o melhor, mas bem, eu às terças-feiras como só tinha aulas à tarde, não custou tanto.

261645_656204964395642_1404673526_n941350_656180824398056_994023463_n383505_656247037724768_526813873_n398323_657099894306149_963084834_n

A verdade é que foi tudo bastante fácil sendo que o comboio que partia de Pombal chegava mesmo perto do Meo Arena (Pavilhão Atlântico) sendo que rapidamente me pus lá, indo para o lugar que tinha guardado na fila do Balcão 1, pelo pessoal da Rihanna Mad House (que é fantástico).

E por lá ficamos, esperando pelas 18H30 que foi quando as portas abriram. Contudo, tenho que criticar fortemente a Rádio Comercial por, como sendo rádio oficial, nem andar no terreno, sendo que apenas por volta das 18H puseram lá o carro a dar música, sendo que era sempre a mesma coisa: publicidade da rádio comercial, 2 anúncios do concerto e uma música da Rihanna e sempre que 1 das músicas acaba começava tudo outra vez mas só que com uma música diferente. Até parece engraçado mas é que nem muitas músicas eram. Eram apenas 4!!!

Mas lá entramos, com muita correia para nos irmos sentar depois das várias horas à espera cá fora que, confesso, nem acreditava que lá estava pela agitação que tinham sido as semanas anteriores com os vários testes.

Só sei que, chegando lá dentro, foi sem dúvida um alívio sentarmo-nos e rirmo-nos com a correria que as pessoas faziam na plateia para tentarem ficar o mais à frente possível.

182906_656878040995001_1137802235_n263335_656878380994967_730018936_n300603_656878130994992_1328771213_n581960_656878044328334_880558903_n983855_656878494328289_111558872_n

Mais uma vez, ouvimos os DJ´s, e, como sempre, esperamos mais ou menos 1 hora e meia esperando pela Rihanna que, como sempre se atrasa. Claro que, neste espaço de tempo deu para comer, socializar com os famosos que lá estavam – quer atores, concorrentes da Casa dos Segredos, jogadores do Benfica ou até mesmo o Cristiano Ronaldo que, pelos vistos lá estava.

970864_656878217661650_555287619_n

Com isto também fizemos a onda que é sempre uma sensação fantástica ao ver tanta gente unida a fazer a mesma coisa: entreterem-se até à chegada da nossa cantora. Mas, ao fim de tanta espera, quem apareceu foi, nada mais, nada menos que José Castelo Branco a dançar e a vibrar com os aplausos que os presentes lhe davam, servindo assim de entretenimento ao público já farto de esperar. O facto é que, não sei se com o protagonismo que o Castelo Branco estava a ter, as luzes apagaram-se e o pano caiu, começando assim o concerto de que já esperávamos há meses.

Eu, como sempre, fiz chamada com uma amiga minha que já em 2011 não tinha tido a oportunidade de ir ver, pelo que foi 1 hora e meia de vibração total naquele ambiente que só Rihanna nos consegue proporcionar pela sensualidade que transmite em palco.

294247_656879114328227_700692784_n429849_656878854328253_80919843_n600526_656878710994934_2023366601_n943432_656878574328281_491338788_n971831_656878977661574_96744639_n983887_656878554328283_1072286290_n

Sempre de máquina no ar nas melhores partes – para usufruir mais do concerto – cheguei até ao fim já com os braços já a tremerem ao gravar as suas palavras generosas a um público que sem dúvida vibrou e esperançoso ficou com a promessa do seu retorno.

Eu tenho que, como é obvio, criticar o seu atraso que depois acaba sempre por ser esquecido, e o palco… Não é bem uma crítica porque o palco sem dúvida que era fantástico e havia também todo um espetáculo de luzes, mas um palco grande e que ocupe o recinto acaba por ser sempre melhor.

No final, tenho que confessar que foi uma confusão para me ir embora porque ia com uma amiga minha que estava na plateia e, pela minha memória de 2011, lá a sair é de empurrão e percorremos quilómetros primeiro que se chegue cá fora, ainda mais quando a rede naquela altura estava completamente pifada.

Mas bem, chegamos a casa perto das 2 da manhã e fui pronto para o teste de Psicologia no dia a seguir!

Aqui ficam dois vídeos do final do concerto.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s