Amigos

O Desaparecido Saúda 2015

Publicado em Atualizado em

image

Olá a todos meus caros leitores.
Pois é, eu bem sei que ando desaparecido e ainda mais estupefacto fiquei quando vi que o meu último post era sobre… era sobre a Maquilhagem e os Homens (se não sabes do que estou a falar, da uma olhadela ). Claro que não podia deixar de vos comunicar para além daquela publicação feita em novembro.
Pois é, novembro… Foi em novembro que falei pela última fez e já estamos praticamente em fevereiro e eu sem vos dar nenhuma novidade. Pois bem, cá vão elas:

1o: Estou no telemóvel pelo que a numeração terá de ser assim… ;
2o: A passagem de ano foi no Porto junto de malta amiga e que está no coração;
3o: Estou vivo e de primeiro semestre feito. É verdade. Depois de uma interrupção letiva (sim, porque na universidade bem que podemos esquecer as “férias de natal”), tive cheio de frequências e trabalhos sendo que, depois de muito estudo, lá fiquei de férias dia 16 deste mês;
4o: Fiz um segundo lançamento do meu livro na Fnac do Leiria Shopping no dia 16. Correu tudo bem e podem ver as coisas aqui ;
5o: Passei estes dias a pôr séries em dia enquanto dava forças à minha fantabulástica namorada para a sua defesa do estágio. Já ficou despachada hoje 😀 (love you babe)
6o: Depois de estarmos ambos de férias conseguimos estar finalmente os dois juntos. É verdade. Estou aqui, a escrever isto sobre o seu olhar atento, na Azambuja. A minha mãe parecia que me ia mandar para a China e parecia querer que levasse o frigorífico atrás… Mas, bem, cá cheguei eu. Inteiro e no quente do aquecedor porque a chuva ☔ é nossa companhia neste fim de semana (EU AMO CHUVA).

Vou-me despedir por agora prometendo trazer novidades e mais disparates.

P.S.: A Andreia não tem vindo cá escrever mas não a matei!!!! Prometo que ela vai vir cá.

Beijos e Abraços,
Diogo

“Tem juízo!”

Publicado em Atualizado em

beberpouco1

“Tem juízo!” deve ser a expressão que anda na moda. Quer esteja eu em conversa com os meus amigos ou os meus pais, lá está ela. A espreitar por entre as palavras ditas.

Claro que isto tem mais acontecido com a minha mãe. Estava eu a dizer-lhe que iria em princípio ao Porto, a explicar as coisas quase completas do que iria acontecer. É que quero eu ir ter com o meu mano, né?, e, depois de um belo discurso pensado e articulado, ela simplesmente me responde, meio a sorrir: “Tem juízo!”.

Resumindo: fiquem sem saber o que pensava ela. Mas farei questão de esta semana a bombardear todos os dias. Adiante…

Também esta expressão aparece quando me refiro à minha namorada e anuncio algum plano que tenha com ela. Quer seja lanchar, passar a tarde juntos ou uma sessão de cinema. Se eu comentar com a minha mãe… bem, é certo que ela, a sorrir, dirá… dirá o quê? TEM JUÍZO!  Eu não sei o que pensa ela que eu vá fazer (pronto, eu na verdade até sei), mas estar sempre a dizer só dá um ar de graça à coisa (que má escolha de palavras).

Enfim…

Vocês também têm destes… destes “episódios aventureiros” com os vossos pais?

Dia 7 de Junho – Lançamento d´O Bater do Coração

Publicado em

Boa noite a todos 😀

Pelo título do post já sabem do que vou falar! Vamos começar do princípio? Vamos recuar até Agosto de 2013.

Foi no mês de Agosto que assinei contrato de edição com a Chiado Editora depois de ter recebido a proposta em Março do mesmo ano. Desde esse dia que a minha vida mudou completamente. E mudou pois eram os primeiros passos de um sonho que no passado dia 7 se tornou realidade.

Depois de muita revisão, em que se chega a uma altura em que nem letras vemos à frente, em Fevereiro deste ano lá seguiu a obra. Depois a partir daí foi a paginação, design de capa e marcar o lançamento (dito assim resumidamente).

Eu lembro que há dois meses olhava para o calendário e via que o dia teimava em não chegar. Mas quando entramos neste mês de Junho parece que os relógios turbinaram e o dia chegou! O dia 7 de Junho de 2014!

O dia anterior começou com nervosismo quando eu e a Patrícia Braz (que também é foi uma das oradoras), nos lembrávamos que era “já amanhã”. Foi um dia que se passou bem com o terminar das aulas e com mais um grande amigo nosso – João Umbelino. Tiramos fotos, vimos a referência ao lançamento depois no Jornal de Leiria o que nos fez lembrar novamente do dia que era amanhã. Era o dia pelo qual eu esperava há anos.

No sábado fomos logo depois do almoço para o Hotel para prepararmos a sala: pôr os livros em exposição para a venda, o bolo e alguns outros pormenores.

SONY DSC

Ao longo da tarde o telefone foi coisa também que não deu sossego principalmente porque há sempre pessoas que não conseguiam ir por trabalho, exames/frequências e que por isso não estavam na cidade.

Os relógios marcavam as 17H20min quando tudo começou.

Primeiro atuou a minha amiga de infância, a minha mana, a Patrícia Pratas. Foi uma atuação fantásticas e todos que lá estavam podem dizer o mesmo. Claro que antes não deixou de dizer palavras fantásticas que traduziram bem o meu começo. Quando eu lhe pedia sempre para ver o que escrevia para depois publicar. Era mesmo das poucas pessoas próximas de mim que sabia do meu amor pela escrita.

 

Depois falou o representante da Chiado Editora falando do trabalho fantástico da editora e na aposta nos autores portugueses o que é, sem dúvida, algo fantástico.

Logo após a sua intervenção foi a vez de duas grandes amigas minhas, a Patrícia Braz e a Ana Rita falarem. Foi um texto fantástico que sem dúvida publicarei assim que o tiver em mãos 😀 !

Continua a ler…

Olá aos 18 e Olá aos 19 Anos – As 10 Coisas Que Aprendi no Ano Passado

Publicado em Atualizado em

Foi isso mesmo!,

foi no passado dia 12 de Fevereiro que celebrei o meu décimo nono aniversário e bem que ele não poderia ter corrido melhor.

2014-02-12 21.18.28

Sem dúvida foi um dia bastante cansativo, mas a alegria que dele vem são ENORMES!, e, como tal, eu tenho mesmo que agradecer todas as pessoas que me felicitaram pelo meu aniversário, quer por aqui, chat, sms, skype… não interessa! Todas essas pessoas levam um gigante OBRIGADO da minha parte.

19 anos… Eu ainda penso nos 18 anos. No ano passado… como foi um ano em que muita coisa aconteceu. Conheci gente nova, diverti-me! Fui a concertos. Ajudei os meus próximos. Amei. Fiz disparates. Assinei contrato para a publicação do meu primeiro livro e, tudo isto com o apoio sempre dos meus amigos que sempre me apoiaram (e também davam na cabeça  ).

Agradeço pelos meus dezoito anos de vida a todos e que, com estes 19, só consiga continuar tudo aquilo que fiz. Melhor! Tentando sempre aprender com cada erro e melhorar no meu trabalho – nomeadamente na escrita que é a minha verdadeira paixão como julgo saberem (https://www.facebook.com/DiogoAFSimoes ).

Agradeço aos que tornam neste dia, num dia ainda mais feliz!

Também tenho que agradecer aos meus seguidores aqui no blog pelas visualizações e opiniões que vou sempre recebendo!

Agora… vamos realçar as coisas que aprendi no ano passado:

1º – Segue os teus sonhos!

Eles podem parecer impossíveis, é verdade, mas com trabalho, dedicação e esperança (sim, porque ter esperança não é ilusão), as coisas podem ficar a vosso favor. É certo que muitas vezes acabamos por ficarmos esgotados de tanto trabalho e, no fim, não temos aquilo que esperávamos. Mas temos que arriscar e não ter medo de arriscar. Coisas boas vêm do erro.

2º (1.1) – Matem os amigos por perto e ajuda-os sempre!

Isto é algo que todos nós sabemos e que é algo que sempre o faço, mas nunca é demais realçar. Além do mais, muitas vezes aquilo que eu referi no 1º ponto só é possível com a ajuda dos nossos amigos. Do apoio, críticas e partilha das alegrias e tristezas. Não temos que ter vergonhas! Os amigos são isso, não é verdade? Não somos nenhuns necessitados, mas sim pessoas que confiam nos seus amigos e aqueles que nos compreendem estarão lá sempre, de boa vontade, ver-nos crescer.

E a verdade é isso mesmo, e pegando no ponto 1 e 2, das melhores coisas que ouvi o ano passado é que eu era um exemplo por ter seguido o meu sonho e ter conseguido com o trabalho que fiz e que, sobretudo, ainda faço!

3º – Dar ouvidos aos nossos pais!

É difícil, mas quando eles dizem para levar-mos um chapéu de chuva ou irmos mais agasalhados seria uma EXCELENTE ideia ouvirmos… Mas vocês já sabem do que eu estou a falar hehe

4º – Parar de pensar nas férias!

Isto é o drama de todo o estudante, mas o melhor mesmo será aproveitar o momento presente e tentar pensar nas férias só quando elas estiverem à porta. É o melhor para a nossa saúde! :p

5º – O Skype é propício à maluqueira!

Quem é que nunca teve aqueles amigos que, com chamada de vídeo ficamos boquiabertos? Pois é! Lá está! Eu confesso que acho imensa piada as chamadas de vídeo pela proximidade que podemos ter com os nossos amigos e familiares distantes e, além do mais, divertir é sempre bom, bem como rir. Ainda não pagamos imposto para tal.

6º – Estudar ainda mais!

Sim, se pensamos que no ano anterior estudamos mais, então com nova idade é altura de termos uma visão mais amplificada e ter em conta o nosso futuro! Por isso, toca a trabalhar!

7º – Tentar controlar a minha excitação!

Isso parece mal numa primeira leitura, não é? Mas nada disso! Eu, gostando de escrever, tenho sempre ideias para 1001 histórias dentro da minha cabeça. Como tal, manter essas ideias todas no sítio consome muito mas muito combustível. Há que ter calma, respirar fundo que tudo se faz. É preciso é tempo.

8º – O vício das séries!

Das séries…dos filmes, dos livros… Tudo um grande vício.

Atualmente, acompanho perto de 13 séries, se não estou em erro e, como podem calcular, é muita história que se tem na cabeça. A boa parte é que algumas dessas séries são só de verão…. (aaa…será isto uma boa coisa?).

Livros… Eu não sei se acontece com algum leitor daqui, mas eu posso ter 10 livros para ler e já estou a adicionar e a aproveitar promoções que as editoras fazem. É uma tentação terrível!

9º – O meu amor pela corrida!

Eu juro que nunca me tinha sentido tão ansioso por ir correr às quartas-feiras à noite lá em baixo, no centro de Leiria.

A verdade é que como sou asmático, eu até gosto de desporto, mas ao longo dos anos acabamos por ter algum ódio a essas atividades que adorávamos conseguir fazer como pessoas “normais”. A verdade é que desde que o ano passado comecei a correr, me sinto como novo! Eu  posso chegar a casa cansadíssimo, com uma molha da chuva insistente que não nos abandona, esfomeado, capaz de comer um crocodilo, mas não interessa! O ambiente e os amigos são fantásticos e, assim, nem vemos ligamos aos 8 km que percorremos.

10º – Tentar deitar cedo!

Uma das coisas que tenho vindo a fazer com o horário de 12º é a deitar-me tarde e isso, claramente que influencia muita coisa.

Sempre tive a sorte de, independente da hora a que acordo, acordo sempre bem disposto e pronto para pôr música a tocar na casa toda. Contudo, apesar disso, chego se for preciso ao final da tarde com os olhos a piscar.

Enfim… aqui ficam as 10 coisas que aprendi (e devo ter aprendido mais, mas agora não me lembro) e, espero que com elas, também tenham aprendido alguma coisa. (Ou talvez não.)

As 5 coisas (Que na Verdade são 6) que “aprendi” nesta semana

Publicado em Atualizado em

“É sexta-feira, yeh”… choveu a semana inteira.

Chuva, pois é! Quase que me esquecia dela. Não, estou claramente a mentir porque, se houve coisa de que não descansamos desde o final e início do novo ano foi a minha amiga chuva! (Sim, eu apesar de me estar a queixar gosto bastante dela).

Houve algumas coisas que, como tal, aprendi no decorrer desta semana:

1º – Se ao olharem pela janela e pensarem: “bem, hoje vou a pé para as aulas” é melhor repensarem duas vezes. Isto porque não vá, sei lá eu, um tornado aparecer no meio do nada e estragar-vos os planos.

2º – Se optaram por seguir o pensamento do ponto 1 então são tal e qual como eu. E, se para ajudar, seguir os conselhos dos vossos pais como o de levar um casaco ou luvas é algo que não vos assiste ainda mais se adequam aqui. Isto porquê? Bem, existe uma primeira vez para tudo (não propriamente quase tudo!) e, se existe coisa, que penso que vão concordar comigo, é que o vento faz uma catastrófica aliança com a chuva que só serve para fazermos figuras em plena rua pública. Então não é que na terça-feira eu e o chapéu-de-chuva nos envolvemos numa discussão acesa e ele se virou contra mim? (LITERALMENTE – Vocês sabem o que eu quero dizer).

chuva

3º – Se vocês são adeptos de corrida devem ter conhecimento do evento que se realiza todas as quartas-feiras em Leiria em que ou se caminha ou se corre pela cidade. Pois bem, eu, grande adepto que sou, fui com o meu pai onde me ia encontrar com um amigo que me iria acompanhar na corrida enquanto meu pai ia na corrida intermédia. Pois bem, correu tudo muitíssimo bem e, quando acabou o que aconteceu? Aposto que vos passou já pela cabeça. Começou a chover! A.CHOVER.OUTRA.VEZ. E, claro que não seria grande problema para quem foi de carro – mas, obviamente, que perderia a sua piada se vos dissesse que tinha ido de carro. Claramente que fomos a pé e, quando cheguei já a casa, a única coisa que quis foi ir comer, beber água (é algo muito bom, vocês deviam experimentar – eu só bebo água, tipo… entre 5 a 6 vezes por ano) e deitar-me na cama depois de 11 Km. Eu juro-vos que no meu momento de paragem pela cozinha era capaz de lá dormir. Mas deitei-me e fui dar descanso ao meu corpo exausto abraçando a cama que gritava, chamando por mim que estava (e estou) com bastantes dores no pé (nem sei, muito sinceramente, como tenho conseguido adormecer).

corrida

3.1) Algumas pessoas têm que usar mais a cabeça e pensar que ligar para um sítio onde eu estou, e onde está música aos altos berros a ecoar das colunas vindo do aquecimento que antecede a corrida, é, de facto, uma má ideia. Uma ideia muito mas muito má.

3.2) A chuva é ótima para limpar as sapatilhas sujas pela lama. (Lama? Ahhh)

3.2.1) Se pensam que são o homem-aranha e conseguem fazer grandes saltos por cima da lama é porque são muito confiantes de vocês próprios… mas depois acabam por vos acontecer o mesmo que a mim: dar umas contas “patinadelas” na lama tal e qual como se estivéssemos numa pista de gelo. É uma ideia muito muito má, tenho dito. (Se bem que eu “patinei” bastante bem pelo meu salto bem sucedido. Outros tiveram menos sorte).

4º) Por favor, não pensem que somos doidos por ir beber vodka pura às duas e um quarto da tarde. Digo-vos que até nos aqueceu mais para o estudo da matemática (é a sério). Também com o hambúrguer do Burger King que comemos a vodka em nós não teria lá muito efeito.

almoço

5º) Não penses que sou muito doido… estou cansado haha foi uma longa semana e segunda-feira o teste de matemática vem para nos dizer um olá, e deixar-nos com o coração apertado pelos 110 minutos.

5.1) Lembrar-me que amanhã tenho que acordar cedo para ir estudar!

5.1.1) Se estiver ainda sonolento lembrar-me que o sofá poderá ser uma alternativa simpática.

5.1.2) Primeiro o prazer e depois o dever… Esperem lá, isto não é bem assim! Ah já sei como é: Primeiro o dever e depois o prazer…

(Hum… interessante)

6º) Riscar o ponto 5 na íntegra!

math

2014: Como Começar o Ano da Melhor (ou Pior) Maneira

Publicado em Atualizado em

Ora vejamos… deixem-me ver o calendário… AH POIS! Ora hoje passam já 19 dias desde o início do ano e, agitação na minha vida é coisa que, nem sei se bom ou mau,não  me falta. Por onde deverei começar???

Pelo princípio, não é melhor? Então venham daí comigo que eu tenho coisas para vos contar com o intuito de vos alertar para os cuidados que devem ter.

1º – Alguns sabem, outros não, mas este ano fiquei a repetir matemática. É mesmo verdade! Confesso que foi algo que me custou a entrar de início. Mas a verdade é que na vida existe sempre uma primeira vez para tudo e quando temos todos a dizer-nos(me) – porque não fiquei sozinho – é que somos muitos novos e “perder” um ano não é nada. E a verdade é mesmo essa! Por isso aqui fica o meu conselho. Quer seja em que ano for! Se não conseguirem à primeira, não se preocupem. Descansem e mentalizem-se para o trabalho que terão que fazer para que essa “perda” valha a pena. Eu, por exemplo. Nunca pensei vir a dizer que estaria contente por não ter seguido para a Universidade este ano. Para já, estou a melhorar a Matemática, o que é ótimo para me ajudar no exame (porque esse é que é o verdadeiro drama de todo o estudante à face da Terra) e aproveitei para fazer melhoria de Biologia. E sem dúvida que resulta mesmo numa melhoria. Eu até acho que conseguimos melhorar pelo facto de a nossa mentalidade ser outra e pelo nosso universo já se ter começado a alargar com o ano anterior.

2º – Passagem de ano! Um perigo. E porquê? Pois bem, se houve coisa que não tenho então este ano é educação física pelo que a minha única atividade se resume a uns 5 ou mais km semanalmente a andar ora de casa para a escola ou para Leiria ou … e, as corridas noturnas de quarta-feira.  Pois… quartas-feiras….. Isso faz-me fazer aqui um ponto de “agradecimento”:

2.1 – Obrigadíssimo senhor S.Pedro por ainda não teres dado uma única quarta-feira de descanso. É assim, eu adoro chuva, e a única coisa que peço é que chova segunda, terça, quinta e sexta. Não queres tirar folgas às 4ªs? Os leirienses ficariam agradecidos!

charge_sao_pedro_encanador

Onde ia eu?

Ah!!!

2º (Cont.) – Por estas razões e mais mil e quinhentas é que é preciso ter cuidado na passagem de ano, com os doces e afins quando depois não temos onde abater as nossas calorias! 😉

3º – A minha aventura a instalar o W8.1! Pois bem, eu ao contrário de metade do planeta, considero o W8 dos melhores sistemas operativos por, para além da notável rapidez!, separar o lazer do trabalho. Eu como tal quis experimentar e mal eu sabia que me ia meter nas maiores aventuras tecnológicas da minha vida ao não conseguir ativar o sistema. Só depois no dia seguinte com mais cabeça e com ajuda do meu eterno amigo, lá conseguirmos…

3.1 – Tudo o que leram na parte final é falso porque mais dias de festa vieram bater-me à porta mesmo quando eu me preparava para trabalhar num dos meus projetos – as aplicações não funcionavam e o PC começou a alertar-me para isso. Além disso, se dias antes tinha conseguido ver as minhas séries por HDMI, quando o quis ligar à TV as drivers simplesmente tinham…. a…. como ei de dizer… “desaparecido”???

(8º – Agora está tudo bem! Voltei ao W7 pelos discos da Toshiba 😀 , eu também só queria experimentar o 8…)

4º – As coisas no meu telemóvel também tiveram os seus bons momentos. Eu tentei instalar uma ROM, ou seja, de uma forma simplificada, substituir o que a fabricante me dá por algo que, apesar de baseado no original, tem as suas alterações. Pois bem, eu, com tanta confusão e nem sei como, fiquei com o telemóvel a ligar e desligar e ligar e desligar novamente. Isto foi algo que me deu um susto enorme! Soubessem vocês os 10 minutos de aflição que eu tive!

4.1) Isso aconteceu nos finais de Novembro pelo que agora já está tudo mais que bem, se bem que de ontem para hoje já mudei 2 vezes! Enfim… vai-se lá perceber os meus desejos em ROM´s!

5º) Eu, desde o mês de Agosto que tenho tido problemas em receber SMS´s. Não é sempre. Uma ou duas vezes por dias perco o seguimento da conversa. Ou seja, isto para além de ser bastante irritante para as pessoas também é para mim. Mas pronto! O meu próximo livro será um drama e com diversas sequelas: “Diogo e o Drama das SMS´s”.

6º) As aulas de Matemática são fantásticas e se há coisa que adoro é a nossa professora. O único problema é, como sempre costume do Liceu, atraso no programa. Eu já nem sei de quem é a culpa, mas pronto, lá vamos indo.

7º) Ontem foi o dia de, depois do ponto 8 e 4.1, de os meus relógios do PC e telemóvel marcarem o horário dos Açores, ou seja, 1 hora a menos. E, que problemas causou tudo isto? Eu ontem ia sair às 22H! E, graças a Deus que enviei uma SMS a perguntar se me poderiam dar boleia para casa. Pois bem, aqui fica uma reprodução quase exata da conversa:

Eu: "Podes trazer-me depois a casa?"
Ela: "Sum"
Ela: "Estou a estanbionar"
Eu: " Obrigado!
Eu: Mas que horas são?

Aí, nessa troca de mensagens, me levantei da frente do computador e rapidamente segui para ir para Leiria onde ainda consegui chegar a tempo.

Enfim… Que mais coisas há???

Muitas…. Querem saber? Fiquem atentos :p

Olá Halloween

Publicado em

 

Olá olá todos! Como vão?

Pois é, já estamos mesmo às portas de Novembro, já com o final do ano a aproximar-se e digamos que a minha vida nestes dois meses tem sido escola, aulas de condução e código e algumas aventuras com os meus amigos para Leiria sem esquecer o trabalho no meu primeiro romance a ser publicado hehe Smiley mostrando a língua 

Mas hoje… hoje… afinal que dia é hoje? Hoje é dia 31 de Outubro, ou seja, noite de Halloween e como tal, e como é habitual, vou brindar-vos com alguns vídeos bastante divertidos para vos entreter até às 23:59 Smiley mostrando a língua, dando depois as boas vindas a Novembro e ao Inverno (se bem que este tempo mais parece que o inverno nos acompanha há algumas semanas, não?)

Começo com uma pequena curiosidade desta data festiva.

Sabe porque é que a abóbora é um símbolo do Halloween?

Sabe porque é que a abóbora é um símbolo do Halloween?

A tradição de utilizar a abóbora iluminada surgiu na Irlanda. Segundo reza a lenda, Jack, um ladrão que morreu de tanto beber, foi impedido de entrar não só no Paraíso, por levar uma vida muito avarenta, como também no Inferno por ter enganado o Diabo.

Jack não tinha para onde ir e o seu espírito foi forçado a vaguear pelo mundo, implorando ao Diabo que acendesse umas brasas para iluminar o seu caminho na escuridão.

Dado o pedido, foi-lhe entregue um pedaço de carvão incandescente, pedaço esse que Jack colocou dentro de um buraco de um nabo oco, para que conseguisse ver a luz que iluminava a sua alma e o seu caminho.

Esta tradição irlandesa foi levada para os Estados Unidos na década de 1940 mas, quando os irlandeses repararam que não existiam muito nabos, mas sim abóboras em abundância, fizeram a substituição.

E assim a abóbora tornou-se num dos principais símbolos do Halloween.

Fonte

As Minhas Férias – 2013

Publicado em Atualizado em

Olá olá!

Sei que este verão não vos mantive muito atualizado naquilo que foi o tema de abertura do blog já no ano passado.

Começaremos com o terminar da primeira fase dos exames nacionais e a minha partida no dia a seguir para Tavira, tal como no ano passado vost inha falado

1

Confesso que me soube bastante bem estas férias depois de meses de estudo para aquilo que andamos a trabalhar por três anos, e Tavira é o lugar ideal especialmente quando vamos com amigos.

Capturar2

Todos estes locais recomendo que visitem pela sua tranquilidade e beleza. Foi uma ótima semana e com praias fantásticas. Aqui estão algumas fotos:

insta

Foi bastante bom. Ótimos locais para ler, tirar fotografias (especialmente aqui o viciado em fotos) e rir e conversas nas longas horas de almoço que tínhamos, em que chegámos à conclusão que passávamos mais tempo nos restaurantes que propriamente na praia.

Capturar3

Agora, recuaremos no tempo… Iremos nós para o mês passado de quem já guardo grandes saudades pelas aventuras das saídas à noite que tivemos…

Leia o resto deste artigo »

#PP– @patricia_pratas music

Publicado em

É mesmo isso, e claro que falando em música falamos no passatempo que a Worten está a fazer em pareceria com a rádio mais ouvida do país – Radio Comercial.

A Patrícia Pratas é uma amiga minha de infância sendo ela muito boa pessoa e com uma voz que mostra o seu interior. Todos sabemos que os artistas portugueses precisam de motivação até porque temos bastantes em Portugal que poderiam ter uma carreira boa e sólida.

O que vos vou agora sim pedir, é que votem nela no concurso através do facebook. É bastante simples. Basta:

– Abrirem a hiperligação a baixo clicando na imagem;

1

– Ir para a aplicação;

– Colocarem gosto na página da Worten (caso ainda não estejam ligados);

2

– Carregar no botão “play” que aparece no vídeo;

3

– Colocar em “Votar” e se assim o desejarem e agradecia pelo seu talento e pela vontade de aprender e evoluir tal como os grandes cantores, de um “Partilhar”.

4

Muito obrigado. Já agora, a música que foi escolhida foi a seguinte:

 

O blog dela! Smiley piscando

#Diário De Um Estudante #2

Publicado em

Como perceberam pela última publicação (aqui o #1), isto sai consoante me vou lembrando até porque não quero que seja uma coisa diária até porque é mais engraçado quando é uma reflexão da semana. Mas claro que quando tenho coisas para contar…, ai o caso muda de figura.

Bem, hoje na aula de educação física entramos logo a matar, e porquê? : Atletismo (resposta bastante simples e odiada por toda a comunidade escolar). Começamos por correr ao nosso ritmo por 10 minutos e por um percurso de toda a escola com subidas, descidas, escadas e “rotundas” às árvores. O bom disto é que o nosso professor nos fez companhia no percurso e, tenho a felicidade de dizer, que os do 11ºB (BONS – a nossa turma de 12º é junção do 11ºB e C) que nos aguentamos muito bem e sempre ao mesmo ritmo. Eu e mais seis! Muito muito bem malta. Estamos de parabéns! Agora é manter.

Claro que tivemos mais atividades e “jogos” engraçados que dava para esquecer o nosso latejar e dores no corpo. Muito muito boa a aula e um ótimo professor. No final deu-nos um aviso muito simples: “amanhã vão sentir dores, mas amanhã não façam nada. no domingo façam uma corrida lenta de 10 minutos e vão ver que se sentem como novos”. Pois pois, muita verdade mas não é preciso chegar amanhã stor` , eu já estou a sentir as dores agora.

Aula de português, depois do meu texto belo e tal, estivemos a eleger o delegado e sub-delegado e a acabou por se ler 2 textos no tempo que sobrava dos alunos que ela não conhecia (os que vêm da turma C). Claro que se passou também muito rápido mas a chamada é sempre uma demora, demora e grande demora. É como a stora` de Psicologia diz: “epá, tanta cabeça. já estou cansada disto”. E é verdade…

Terminando agora (sem deixar de criticar aqui neste () o trânsito na escola que mais parece o IC2 á hora de ponta barra: o pingo doce em promoção barra: procissão a Fátima) e ao estilo do que o nosso stor` de EdF diss:

“É tudo, por hoje”….

Eu reformulo:

“É tudo, por agora”, suas abéculas…