Aventura

Aventuras na Capital – Parte II

Publicado em

Por Andreia Firmino

Chegámos a Lisboa e chovia torrencialmente, sentia-se um vento cortante que só dava vontade de nos abrigarmos. “Vamos para dentro do shopping, ao menos lá está quente” disse o Diogo e lá fomos nós, lojas de roupa e acessórios para mim, Fnac e Bertrand para ele. Depois de irmos comprar os bilhetes para o filme que íamos ver já se via na rua um céu azul convidativo a um passeio e aí fomos nós passear pelo Parque das Nações. O vento continuava cortante, mas nada que não se aguentasse e a andar nós aquecíamos. Depois de umas dezenas de fotos tiradas eis que o meu namorado teve uma brilhante ideia (nada de brilhante, o que esquece ao diabo lembra-lhe a ele), ir procurar a Sony Portugal. Ligou o GPS do seu Xperia Z2 (mais um beijinho à pala desta referência) e aí fomos nós à descoberta. Andámos, andámos, andámos… E andámos para bater com o nariz na porta de um prédio, prédio cujo penúltimo andar acolhe a Sony Portugal. Mas pronto, o rapaz ficou feliz e só isso já vale qualquer esforço.

Voltámos ao shopping e fomos enfiar-nos no conforto de uma sala de cinema (que em dias chuvosos e frios sabe ainda melhor) a ver O Excêntrico Mortdecai. Não era a nossa primeira escolha, mas valeu a pena, valeu pelo menos umas boas gargalhadas (apesar de, confesso, me rir mais do Diogo a rir do que do próprio filme).

O filme acabou, saímos do conforto e quentinho da sala de cinema e fomos até à gélida estação de comboio. Muitas paragens depois lá chegámos ao destino, Azambuja para ser mais específica, e fomos jantar com uns amigos meus. Pizza foi a ementa!!

Chegámos a casa já era tarde, mas mesmo assim ainda fomos ver um episódio de Castle (acho eu, sinceramente agora estou um pouco baralhada). No domingo, para além de um encontro entre o Diogo e a minha afilhada que do alto dos seus 3 anos diz “há dois Diogos e eu não gosto do Diogo da madrinha”, não fizemos muito mais do que estar abraçados a ver Mr. Bean e Castle, aproveitando cada minuto. Porque… Quem não gosta de abraços?

Não vos consigo transmitir por palavras exatamente tudo o que se viveu neste fim-de-semana, mas pode ser que o meu excelentíssimo namorado vos venha dar a perspetiva dele da história. 😉

Beijinhos, abraços e muitos palhaços (ou amassos).

Anúncios

Aventuras na Capital – parte I

Publicado em Atualizado em

Por Andreia Firmino

Boa tarde caros leitores!

Agora sem pressão (e com o coração um bocadinho menos aconchegado – o Diogo já foi embora) volto para vos falar do que foi este fantástico fim-de-semana. Não sei bem por onde começar, mas talvez o mais fácil seja começar pelo início.

Fui para Leiria na quinta-feira, uma vez que na sexta teria a minha defesa de estágio. O temível dia em que teria que apresentar tudo o que fiz no estágio em apenas 10min com direito a ser bombardeada com perguntas nos 20min seguintes. Assim que cheguei a Leiria fui pousar as malas na casa de uma amiga minha, fomos pôr os nossos relatórios a imprimir e logo de seguida (já na companhia do meu lindo namorado) fomos almoçar ao 32, numa tentativa (falhada) de aliviar o stress que nos consumia. Ao final da tarde e depois de uns beijos à chuva (não tão românticos como os que vemos nos filmes) voltei para a frente do meu pc para tentar preparar-me para a defesa. Um calmante tomado, uma noite bem dormida e aí fui eu para a escola para enfrentar as feras e defender o meu estágio, mostrar o quanto o adorei e aprendi. Felizmente, às 12h35 já estava despachadíssima e com boas críticas da parte de quem assistiu. No entanto, o melhor deste dia foi entrar no expresso, para vir para casa, na companhia do Diogo! Finalmente íamos ter tempo nosso, só nosso, sem nos preocuparmos com mais nada.

Na sexta já chegámos a casa de noite, por isso não houve tempo para fazer muita coisa. Ele conheceu os meus pais e o meu avô, jantámos e depois vimos Castle no seu amado Xperia Z2 (mereço mais um beijinho graças a esta referência). No sábado começou a verdadeira aventura!! Logo de manhã, assim que ganhámos coragem para sair da ronha do sofá, ele viu a vida dele a andar para trás ao entrar num carro conduzido por mim. Perguntou se não podíamos ir a pé, disse que não conseguia abrir a porta e, já depois de eu o conseguir enfiar no carro, pôs o cinto e agarrou-se ao banco. Tudo por uma viagem de 5min. Deu graças a Deus por estar vivo quando chegámos a casa, apesar de que devia era ter dado graças à deusa dele que foi uma boa condutora (desculpem a tentativa de piada).Depois disso foi todo um stress, porque eu não sabia o que vestir. Vesti e despi, vesti e despi umas cinco vezes à espera da resposta “fica assim, estás bem”, quando essa resposta chegou já eu estava cansada, mas pronto. Almoçámos e partimos rumo à verdadeira aventura…

15h – saímos de casa, eu a conduzir, o Diogo agarrado ao banco e um comboio para apanhar dali a 18min

15h10 – carro estacionado, o Diogo vivo, uns metros para andar, bilhetes para comprar e um comboio para apanhar dali a 8min

15h15 – comboio a chegar, bilhetes a serem comprados

15h18 – bilhetes acabados de validar, ouve-se no altifalante “vai partir, na linha nº2, o comboio com destino a Alcântara-Terra” e uma escadas para subir e outras para descer até chegar à linha nº2

Solução: correr, leram bem c-o-r-r-e-r

Claro que sou uma pessoa pouca dada a corridas, portanto a meio das primeiras escadas já ia a morrer, e optei por gritar as indicações ao Diogo para ele conseguir chegar ao comboio e abrir a porta, que ele assim não partia. Com isto tudo lá CONSEGUIMOS apanhar o comboio e aí fomos nós até ao Vasco da Gama/Parque das Nações.

O Desaparecido Saúda 2015

Publicado em Atualizado em

image

Olá a todos meus caros leitores.
Pois é, eu bem sei que ando desaparecido e ainda mais estupefacto fiquei quando vi que o meu último post era sobre… era sobre a Maquilhagem e os Homens (se não sabes do que estou a falar, da uma olhadela ). Claro que não podia deixar de vos comunicar para além daquela publicação feita em novembro.
Pois é, novembro… Foi em novembro que falei pela última fez e já estamos praticamente em fevereiro e eu sem vos dar nenhuma novidade. Pois bem, cá vão elas:

1o: Estou no telemóvel pelo que a numeração terá de ser assim… ;
2o: A passagem de ano foi no Porto junto de malta amiga e que está no coração;
3o: Estou vivo e de primeiro semestre feito. É verdade. Depois de uma interrupção letiva (sim, porque na universidade bem que podemos esquecer as “férias de natal”), tive cheio de frequências e trabalhos sendo que, depois de muito estudo, lá fiquei de férias dia 16 deste mês;
4o: Fiz um segundo lançamento do meu livro na Fnac do Leiria Shopping no dia 16. Correu tudo bem e podem ver as coisas aqui ;
5o: Passei estes dias a pôr séries em dia enquanto dava forças à minha fantabulástica namorada para a sua defesa do estágio. Já ficou despachada hoje 😀 (love you babe)
6o: Depois de estarmos ambos de férias conseguimos estar finalmente os dois juntos. É verdade. Estou aqui, a escrever isto sobre o seu olhar atento, na Azambuja. A minha mãe parecia que me ia mandar para a China e parecia querer que levasse o frigorífico atrás… Mas, bem, cá cheguei eu. Inteiro e no quente do aquecedor porque a chuva ☔ é nossa companhia neste fim de semana (EU AMO CHUVA).

Vou-me despedir por agora prometendo trazer novidades e mais disparates.

P.S.: A Andreia não tem vindo cá escrever mas não a matei!!!! Prometo que ela vai vir cá.

Beijos e Abraços,
Diogo

Olá Halloween

Publicado em

 

Olá olá todos! Como vão?

Pois é, já estamos mesmo às portas de Novembro, já com o final do ano a aproximar-se e digamos que a minha vida nestes dois meses tem sido escola, aulas de condução e código e algumas aventuras com os meus amigos para Leiria sem esquecer o trabalho no meu primeiro romance a ser publicado hehe Smiley mostrando a língua 

Mas hoje… hoje… afinal que dia é hoje? Hoje é dia 31 de Outubro, ou seja, noite de Halloween e como tal, e como é habitual, vou brindar-vos com alguns vídeos bastante divertidos para vos entreter até às 23:59 Smiley mostrando a língua, dando depois as boas vindas a Novembro e ao Inverno (se bem que este tempo mais parece que o inverno nos acompanha há algumas semanas, não?)

Começo com uma pequena curiosidade desta data festiva.

Sabe porque é que a abóbora é um símbolo do Halloween?

Sabe porque é que a abóbora é um símbolo do Halloween?

A tradição de utilizar a abóbora iluminada surgiu na Irlanda. Segundo reza a lenda, Jack, um ladrão que morreu de tanto beber, foi impedido de entrar não só no Paraíso, por levar uma vida muito avarenta, como também no Inferno por ter enganado o Diabo.

Jack não tinha para onde ir e o seu espírito foi forçado a vaguear pelo mundo, implorando ao Diabo que acendesse umas brasas para iluminar o seu caminho na escuridão.

Dado o pedido, foi-lhe entregue um pedaço de carvão incandescente, pedaço esse que Jack colocou dentro de um buraco de um nabo oco, para que conseguisse ver a luz que iluminava a sua alma e o seu caminho.

Esta tradição irlandesa foi levada para os Estados Unidos na década de 1940 mas, quando os irlandeses repararam que não existiam muito nabos, mas sim abóboras em abundância, fizeram a substituição.

E assim a abóbora tornou-se num dos principais símbolos do Halloween.

Fonte

As Minhas Férias – 2013

Publicado em Atualizado em

Olá olá!

Sei que este verão não vos mantive muito atualizado naquilo que foi o tema de abertura do blog já no ano passado.

Começaremos com o terminar da primeira fase dos exames nacionais e a minha partida no dia a seguir para Tavira, tal como no ano passado vost inha falado

1

Confesso que me soube bastante bem estas férias depois de meses de estudo para aquilo que andamos a trabalhar por três anos, e Tavira é o lugar ideal especialmente quando vamos com amigos.

Capturar2

Todos estes locais recomendo que visitem pela sua tranquilidade e beleza. Foi uma ótima semana e com praias fantásticas. Aqui estão algumas fotos:

insta

Foi bastante bom. Ótimos locais para ler, tirar fotografias (especialmente aqui o viciado em fotos) e rir e conversas nas longas horas de almoço que tínhamos, em que chegámos à conclusão que passávamos mais tempo nos restaurantes que propriamente na praia.

Capturar3

Agora, recuaremos no tempo… Iremos nós para o mês passado de quem já guardo grandes saudades pelas aventuras das saídas à noite que tivemos…

Leia o resto deste artigo »

Aulas de Código e a 1ª Aula de Condução

Publicado em

Foi já a semana passada que entrei na aventura de tirar a carta que já estava na altura pelos meus 18 anos feitos em Fevereiro.

Foi na segunda-feira que começou esta a ventura de começar a aprender o código da estrada que, ou se torna bastante fácil ou algo que nos queima os neurónios por, obviamente, grande parte do código não ser aplicado pelos condutores na sua condução diária. Enfim… revelou-se numa semana bastante engraçada e de bastantes risos pelos meus amigos também a tirar quer por outros alunos que se encaram com algo novo e a tentar compreender (que na verdade é bastante lógico).

Com isto, chegou-se no início desta semana quando a professora me disse para marcar já a 1ª aula. Eu confesso que fiquei atónito mas como já duas amigas minhas tinham tido na semana anterior e tinham dito que o medo não servia de nada visto que era algo bastante fixe, abandonei o medo e lá ficou marcado para quarta-feira.

A verdade é que quarta-feira chegou, e com ela o entusiasmo e ansiedade de algo que foi completamente fantástico pelo instrutor bastante porreiro que me meteu logo à vontade na primeira vez que pegava num carro a sério. E a verdade é mesmo esta, um bom instrutor e com paciência e boa disposição faz com que tenham mais à vontade para perguntar, falar e afastar alguns medos que vão aparecendo aquando da condução.

Leia o resto deste artigo »

#Londres – Dia 4 – Tower of London, St. Paul´s Cathedral & Natural History Museum

Publicado em Atualizado em

Olá olá a todos!

2013-04-25 21.10.13Vou começar primeiro para vos lembrar dos dias atarefados que tivemos e deveras cansativos! Não acreditam? Pois bem: olhem que neste dia eu, o meu pai, tio, irmão e madrinha e mãe subimos o equivalente a 15 andares. Com mais de 190 degraus… E isto em vez de irmos pelos elevadores – inteligente, não? Enfim, é o amor ao esforço e desporto que nos temos, é que já não bastava termos passado os dias a subir e descer escadas por baixo da cidade londrina.

Neste dia estava mais frio que nos outros, se bem que fomos mais uma vez ao Starbucks onde um chocolate quente me deu novo calor…

2013-04-27 11.10.09

Aí estou eu, cansado e pronto a beber o chocolate quente num dos diversos, se não milhares, de Starbucks que encontram na cidade – coisa maravilhosa é que todos eles têm wi-fi grátis. Já vira??? (um aspeto que vou abordar na reflexão final da viagem).

Sairemos agora do café e encaremos a paisagem fantástica da ponte de Londres e arredores:

DSC06753DSC06766DSC06770DSC06772DSC06773

DSC06801

Leia o resto deste artigo »

#Londres – Dia 3 – Big Ben, London Eye, M&M´S World, Joan Collins & Madame Tussauds

Publicado em Atualizado em

Olá a todos!

Lembram-se de Londres, o dia 2? Pois bem, foi o dia em que começamos a nossa visita de Londres, fomos aos estúdios do Harry Potter, percorremos quilómetros para encontrar um restaurante que, no final das contas, estava mesmo no outro lada da esquina, e vimos, no Picadilly, nada mais nada menos que o ator Johnny Deep.

Claro que depois disto tudo vos tive que contar (claro que eu agora já estou em Portugal e com muitas saudades das ruas e ambientes londrinos).

Mas vejam como era a minha manhã quando vos atualizei do Dia 2!

IMG_8110

(SIIIMM, eu sei que a rapariga estava a olhar para mim… Smiley sarcástico ).

Bem, começamos mesmo por ir apanhar novamente o metro (andamos muito suburbanos ) sendo que, a nossa primeira paragem foi perto de Picadilly para irmos visitar a loja dos famosos M&M´s, e deixem que vos digam, quando se entra, sair torna-se numa tarefa difícil se não mesmo impossível.

DSC06408

Quando entramos respiramos chocolates de diferentes sabores, como se estivessem a fazer os famosos M&M´s no momento. É um lugar enorme, com quatro pisos e seção para cada cor eles têm com estátuas, t-shirts e … carrada de coisas para comprarem. Digo-vos, se lá forem, não se esqueçam da carteira em casa! Ora vejam algumas fotos:

DSC06361DSC06371DSC06369DSC06376DSC06384DSC06387

Leia o resto deste artigo »

#Londres – Dia 1 E 2

Publicado em Atualizado em

Olá olá, bem sei que ja vou no terceiro dia da viagem mas deixem contar como foi o dia de ontem é o de quarta.

Quarta-feira foi bastante cansativa a nossa visita ao aeroporto de Lisboa que tem tantos pontos de controlo ou mais que o aeroporto do Porto. Se me perguntarem os quilômetros que andamos lá dentro em passadeiras e o número de vezes que mostramos o cartão de cidadão então adeus porque só nos víamos para a semana.

image

Das únicas coisas más que tivemos foi o facto de os aviões da TAP terem lugares marcados pelo que ficamos todos separados. O jantar foi fantástico e se forem viajar vão com a TAP porque não se vão arrepender. De qq das maneiras o verdadeiro problema veio com a descida que sabem, nos costuma fazer doer os ouvidos? Pois bem, desta vez os ouvidos foram poupados e doeu antes a cabeça e pescoço. Tal nunca me tinha acontecido. Foi mesmo horrível.

Fora disso, chegamos a Londres depois de termos que esperar 10 minutos no ar decido ao tráfico aéreo que estava àquela hora.  Fomos recebidos no aeroporto com um homem com uma placa à com o nome do meu pai e lá nos trouxeram para o hotel. Se fomos jantar depois? Bem… Era meia-noite quando entramos no burger king e com muita sorte porque aqui fecha tudo muito cedo.

image

Dia 2:
Lavar as mãos no nosso lavatório do tamanho de uma mão é uma tarefa penosa em que mais vale tomar banho que lavar a cara.
Tivemos sorte de aqui no hotel nos mudarem de quarto por sermos 4 e bem que hoje lá se dormir. Pena foi o calor.
Portugueses é coisa que aqui não falta. No hotel são dois e foi nesta troca de quartos que:
– Are you from Portugal?
-Yes.
– Eu também.
Existe ainda outro e outro na loja Adidas da Oxford Street .
Como tal, ontem foi dia de começamos a ir a Oxford street depois de percorrermos o extenso  Hyde park e bem que lá chegamos de muitas de muitas fotos e muitas aspirações com a beleza desta zona de Londres.

image

Autocarros é coisa que, nesta cidade, se vêem aos momentos e para quem diz que os britânicos são antipáticos que tirem o cavalinho da chuva porque isso é uma grande mentira.

A parte da tarde fomos para os estúdios  da Warner Bros para vermos o making of Harry Potter depois de andarmos a explorar o underground londrino pelos metros e comboios que apanhamos sempre a hora certa para, no fim, desfrutamos de uma entrada fantástica no mundo mágico de Harry Potter em que, tenho que confessar , tive dificuldade em manter as lágrimas por ver aquilo que foram 10 anos da minha vida à minha frente.

image

Malta, como isto está a ficar muito grande e estou no smartphone pelo que peço desculpa eventuais erros, amanhã publico as continuações 🙂

#Viagem a #Londres – stress, malas, horários e confusões!

Publicado em Atualizado em

Bem, tirei este tempinho para vos falar de todo este dia que tem sido ansiado por todos nós para sairmos de Portugal e espairecer um bocadinho.
Neste momento posso dizer-vos que já subi ao meu quarto umas quatro vezes :algo que com este calor que temos tido em Leiria se resulta numa tarefa penosa.

image

As malas já estão feitas claro, mas existe sempre coisas a acrescentar como óculos de sol, carregadores, livros (sim, eu vou levar o livro de psicologia para estudar no avião!! ) o que interessa nisso tudo é que andamos a correr feitos doidos, já como dizia o Jerónimo de Sousa: “parece uma barata tonta “. Isto tudo porque temos que estar prontos às 15H e o stress e ansiedade tomam conta sempre da situação o que se torna difícil voltarmos a ter as rédeas.

Amanhã tentarei colocar aqui mais novidades ajudando aqueles que querem ou gostava de ir a Londres 🙂 posso dizer já que amanhã a nossa tarde sera passada na WarnerBros Studio Tour : the making of Harry Potter 🙂