Ciência

#Review : Auscultadores Sony MDR-XD150

Publicado em

Olá a todos!

Pois bem, estava eu, todo contente com os meus headphones quando, ao os pôr na cabeça, se partiram! É isso mesmo. Um dos braços dele partiu-se, o que tornou difícil eles ficarem agarrados à cabeça. Como tal, vivendo eu praticamente no meu portátil, ter uns bons era fundamental. Queria uns que fossem o contrário do que os que eu tinha que, apesar de dar para serem usados sem fios com o smartphone, ao fim de uma meia hora, as minhas orelhas mal respiravam e as dores não eram poucas. Especialmente porque uso também óculos quando estou em frente do monitor.

Sendo eu um grande adepto da gigante nipónica Sony, principalmente pela maneira como engenheiros e arquitectos trabalham em uníssono, e sabendo eu que a área do som é um dos fortes factores da empresa, a escolha não ficou difícil.  A dificuldade veio em escolher os modelos…

2014-10-04 12.35.44

2014-10-04 12.37.12

2014-10-04 13.33.46 2014-10-04 14.03.052014-10-04 13.34.11  2014-10-04 13.27.45

O modelo que acabei então por adquirir tendo em conta o valor que tinha para gastar e o que procurava, foi o XD150. Sim, são ainda grandinhos,mas não ficam muito diferente de como me ficavam os anteriores.

headphones_sony_172323_2246_draft_large headphones_sony_172323_2251_draft_large

Contudo, claro que este corpo maior só traz vantagens. O conforto é…, meu Deus! Eu nem sei como vos dizer. Eles são tão leves que até se podem esquecer que os têm colocados na cabeça. As vossas orelhas ficam também no maior conforto possível. E, claro, o som não poderia ser o melhor. Foi experimentado por todos aqui casa e concordamos em tudo. Claro que existiam outros deveras semelhantes, como o modelo que podem ver nos screenshots. Estive bastante indeciso quando à sua compra. Eles até dobravam, o que é ótimo para transporte, e são, como podem claramente ver, mais “finos” (se fica correto aplicar esta palavra para os descrever). Foi algo que me fez dar montes de voltas à cabeça, até por escolher os grandes pelo isolamento que era certo darem-me.

Com os Auscultadores XD150, encontram:

DIAFRAGMA: Dinâmico de 40 mm RESPOSTA EM FREQUÊNCIA (HZ): 12-22 000 Hz CAPACIDADE: 1000 mW (IEC)

COMPRIMENTO DO CABO: 2 m PESO:160 g

Com os Auscultadores ZX310, encontram:

DIAFRAGMA: 30 mm RESPOSTA EM FREQUÊNCIA (HZ): 10-24 000 Hz

COMPRIMENTO DO CABO:1,2 m Peso: 125 g

2014-10-04 18.16.53

DSC00565DSC00563

Emoticons? O Nosso Cérebro Percebe-os!

Publicado em Atualizado em

Sabem os emoticons? Estes aqui em baixo:

fireshot-capture-_8-emoticons-und-smileys-fur-skype-www_skype_com_intl_de_allfeatures_emoticons

Pois bem, esses mesmos “símbolos”  são percebidos pelo nosso cérebro. Mas o melhor mesmo será ficarem com a explicação que foi dada “cientificamente” depois de um estudo que contou com 20 participantes:

O estudo considera que o emoticon, criado nos anos 1980, passou a ser reconhecido desde então pela mesma região do cérebro activada quando um ser humano sorri, de acordo com os cientistas da Flinders University, na Austrália.

«Não há uma resposta natural neural aos emoticons que já nascem com os bebés. Antes de 1982, não havia razões pelas quais um “:-)” activasse áreas que reconhecem rostos no córtex, mas agora isso acontece porque aprendemos que isso representa uma face», declarou o cientista Owen Churches à ABC News. «É uma resposta neural inteiramente criada pela cultura. É realmente algo incrível», completou.

Para chegar a esta conclusão, o estudo considerou 20 participantes, que observaram imagens de rostos reais, emoticons e, além disso, caracteres sem sentido para controlo.

A pesquisa também mostrou que quando uma série de pontuações foi utilizada da forma contrária, como “(-:”, ou então na vertical, a resposta não foi igual. «As áreas do cérebro envolvidas no reconhecimento facial não são capazes de processar a imagem como um rosto», diz Churches.

«Os emoticons são uma nova forma de linguagem que produzimos, e para descodificá-la, produzimos um novo padrão de actividade cerebral», aponta o cientista. Isso, claro, se usar os emoticons correctamente.

Fonte

Bastante engraçado, não é?

A Criação das Memórias… O 1º Vídeo!

Publicado em Atualizado em

Eu sou um grande amante de psicologia e de toda a ciência em si, tal como já sabem desde o início do blog (em Agosto de 2012… onde já vai), pelo que fico mesmo feliz em partilhar com vocês uma notícia que vi no decorrer da noite de ontem. Primeiro, mostro-vos uma imagem:

6a00d8341bf67c53ef01a3fcafa16c970b-320wi

Sabem para o que estão a olhar? Pois bem, tal como referi no nome do post, é, nada mais, nada menos, que a criação de uma memória. Bastante engraçado, não é?

Eu vou traduzir a notícia que é pequenina para vocês, se quiserem podem ler a original aqui (inglês):

Pela primeira vez, cientistas capturaram o cérebro a criar memórias em tempo real

Por: Erin Ruberry

Falamos muito sobre fazer memórias para que essas durem uma vida inteira … mas como é que o cérebro realmente faz as memórias?

Investigadores de Albert Einstein College of Medicine utilizaram técnicas avançadas de imagem para visualizar a forma como o cérebro  transforma moléculas em memórias . Em pesquisas realizadas com ratos, os cientistas marcaram com “tags” (N.T.: marcadores) fluorescentes o mRNA da beta-actina (N.T.: proteínas) que são as ” moléculas envolvidas no processo de “fazer” memórias . ”

anúncio :

“Na pesquisa descrita, os pesquisadores, estimulado neurónios do hipocampo do rato, onde as memórias são feitas e armazenadas, seguiram os marcadores fluorescentes, vendo-os formar moléculas de mRNA beta-actina nos núcleos de neurónios e a viajar dentro de dendrites. Eles descobriram que o mRNA nos neurónios é regulada por meio de um novo processo descrito como “mascaramento” e “desmascaramento” (“masking” and “unmasking”), que permite que a proteína beta-actina seja sintetizada em horários e locais específicos e em quantidades específicas. “

“Soa a algo como um computador a armazenar os dados num disco rígido!” escreveu Gizmodo .

Vê o vídeo:

(Eu mantive as hiperligações que estão na notícia original, mas tenham em nota que estão em inglês)

Os marcadores fluorescentes (“os cientistas marcaram com “tags” fluorescentes o mRNA da beta-actina”) são utilizados para que os investigadores consigam seguir a proteína em estudo facilmente.

O que acharam? Interessante, não é? E ao mesmo tempo engraçado.

#PlanetEarthIsYou – Um Vídeo Que Todo o Ser Humano Deveria Ver

Publicado em

Listen to me, please. You’re like me, a homo sapiens, a wise human. Life, a

miracle in the universe, appeared around 4 billion years ago. And we humans

only 200,000 years ago. Yet we have succeeded in disrupting the balance so

essential to life. Listen carefully to this extraordinary story, which is yours, and

decide what you want to do with it.

Se existe coisa por qual gosto de falar e ver é sobre o sítio onde tu estás neste momento. Não, não é um sítio, é mais que isso. E não, não é a tua casa, mas é onde ela está assente. Pergunto-me se já pensaste onde estás. A sério! Já pensaste verdadeiramente onde estás ou é completamente irrelevante?

Nos dias de hoje, se há coisa que não vemos é falar sobre o planeta que nos acolhe e em que tivemos a sorte de nos “acolher”. E o que é que fazemos com ele? Qual o agradecimento que damos à nossa verdadeira” casa”? Eu sei a resposta: é destruição, É destruição, guerras, poluição, desrespeito pela vida florestal e animal e, tudo isto, para satisfazer os caprichos daquele que é o ser mais inteligente à superfície da Terra: o ser-humano. Pois bem, muito sinceramente, de inteligência não temos nada quando caminhamos sobre “a nossa casa” como “baratas tontas”, destruindo tudo aquilo que nos é dado e sem dar valor a elas.

Aqui está um vídeo que vi (obrigado Facebook por existires e conseguires espalhar a palavra), e que todos nós deveríamos ver e pensar realmente. Eu sei que, nestes casos, palavras não fazem nada, mas sim as ações, e uma delas é começar por tomar consciência daquilo que “estamos” a fazer, à nossa casa, Ao nosso planeta. Ao Planeta Terra:

 

O documentário HOME que todos nós deveríamos ver:

Listen to me, please. You’re like me, a homo sapiens, a wise human. Life, a
miracle in the universe, appeared around 4 billion years ago. And we humans
only 200,000 years ago. Yet we have succeeded in disrupting the balance so
essential to life. Listen carefully to this extraordinary story, which is yours, and
decide what you want to do with it.

É Hoje o Dia Mais Pequeno do Ano

Publicado em Atualizado em

Penso que todos vocês já se depararam com a página do Google que, mais uma vez, celebra um acontecimento anual. Mas que acontecimento é esse?

Hoje é o primeiro dia do inverno, ou seja, o solstício de inverno e, como tal, é o dia mais pequeno do ano:

Hoje é o dia mais pequeno do ano

O dia só tem nove horas, mas pode ser razão para comemorar

 

Momento de festa ao longo da história à qual se associou a celebração do Natal, o solstício de inverno ocorre este sábado às 17:11, com o dia a ter menos de nove horas e meia de sol em Portugal.

Dia mais curto do ano celebrado com curtas-metragens.

Na Terra, o solstício de inverno no hemisfério norte e de verão no sul acontece precisamente às 17:11, quando o sol atinge a zona mais baixa no horizonte, como explicou à Lusa Carlos Santos, do Observatório Astronómico de Lisboa.

Naquele que é o dia mais pequeno do ano, o sol nasce um pouco antes das 08:00 e põe-se às 17:19 (referência a Lisboa).

Carlos Santos lembrou que o solstício é um momento, a partir do qual os dias vão de novo gradualmente a ser maiores no hemisfério norte, e que tem a ver com a inclinação do eixo da terra e não com a distância entre o planeta e o sol.

Aliás, disse, o momento em que a terra está mais próxima do sol, o chamado periélio, acontece no início de janeiro (em julho é o momento em que está mais afastada, o afélio).
O responsável explicou ainda que o solstício é fácil de observar («se olharmos para o sol todos os dias, ao meio dia veremos a descida dele no horizonte») e assinalado desde a antiguidade, havendo mesmo «monumentos megalíticos que estão orientados para o solstício».
«O Natal está relacionado com a cristianização de uma festa tradicional que tem a ver com o solstício», lembrou Carlos Santos, acrescentando que o momento simbolizava o renascimento ou o reinício, a festa do sol, o momento em que a luz vencia a escuridão e os dias iam voltar a ser maiores.

Na história não faltam referências à importância do solstício de inverno e ainda em 2012, faz hoje precisamente um ano, sacerdotes maias da Guatemala fizeram uma cerimónia para assinalar a data, considerada pelos maias como o início de uma nova era (21 de dezembro de 2012).

Em Portugal, uma tradição que ainda se mantém na zona de Bragança, dos caretos ou «festa dos rapazes», é uma «festa do solstício de inverno».
As festas pagãs que tradicionalmente se faziam para comemorar o solstício de inverno e honrar o sol terão, a partir do século IV, sido associadas ao Natal, uma festa cristã que assinala o nascimento de Jesus.

O inverno, que hoje começa, dá lugar à primavera a partir de março. Com ou sem festas pagãs ou religiosas, os dias vão, a partir deste sábado, voltar a crescer, até 21 de junho, quando se assinala a noite mais curta. Era na antiguidade o momento de celebrar as colheitas, conta a Lusa.

Fonte da Notícia: TVI24

Bem, a parte boa é mesmo o crescer dos dias. Não concordam? Não é triste/estranho ver o sol desaparecer por volta das 18/19 horas da tarde? A mim sim, especialmente porque a essas horas, estávamos possivelmente a aproveitar o verão.

Vida Extraterrestre–As notícias do dia

Publicado em Atualizado em

Hoje foi um dia em que me deparei rapidamente com duas notícias… Quer animadoras e curiosas, outra quer um bocado triste… Mas bem, passemos diretamente às notícias.

Vamos viajar até Marte onde sabemos andar no Curiosity, o “nosso” robô. Pois bem, não foi encontrado metano. E o que isto quer dizer?:“A presença de metano na atmosfera de um planeta está intimamente associada com a existência de seres vivos num ecossistema, apesar de o gás também poder existir sem a presença de vida. Contudo, a sua inexistência é sempre mau sinal.” Vejam a notícia dos site Tecnologia.com.pt

Curiosity não detecta metano em Marte e expetativas de vida no planeta caem a pique

20 DE SETEMBRO DE 2013 POR MARIA FERREIRA SANTOS

(Quase) cai por terra a possibilidade de existir vida em Marte. As últimas análises realizadas no planeta pelo rover Curiosity surpreenderam os cientistas da NASA, tendo em conta que não foi encontrado metano na atmosfera do “planeta vermelho”. Isto apesar de testes anteriores terem demonstrado a presença do gás.

A presença de metano na atmosfera de um planeta está intimamente associada com a existência de seres vivos num ecossistema, apesar de o gás também poder existir sem a presença de vida. Contudo, a sua inexistência é sempre mau sinal. Os testes estavam a ser ansiosamente acompanhados pela comunidade científica, que ficou seriamente desanimada com os resultados.

Michael Mayers, um dos coordenadores da missão, disse que os resultados do Curiosity “reduzem a probabilidade de haver atualmente micróbios que produzam metano no planeta, mas isso abrange apenas um tipo de metabolismo microbiano. Como sabemos, há muitos tipos de micro-organismos terrestres que não geram metano“.

Continua a ler a notícia

Agora voltaremos ao planeta azul, a Terra. Vejam bem o que foi “encontrado”… Eu confesso que fiquei bastante estupefato, mas é algo que acredito que muita tinta ainda vai correr…

Notícia do Diário Digital

Cientistas dizem ter descoberto provas de vida extra-terrestre na atmosfera

Cientistas dizem ter descoberto provas de vida extra-terrestre na atmosfera

Uma equipa de cientistas acredita ter descoberto as primeiras provas de vida extra-terrestre a chegar à terra vinda do Espaço, o que, afirmam, pode «mudar completamente a nossa visão da biologia e da evolução».

Os investigadores da Universidade de Sheffield, em Inglaterra, fizeram a descoberta após terem lançado um balão para a estratosfera.

O balão foi lançado perto de Chester e transportava pinos microscópicos que apenas foram expostos à atmosfera quando o balão atingiu uma altitude entre os 22 e os 27 quilómetros.

Quando recuperaram o balão, intacto, perto de Wakefield, os cientistas descobriram fragmentos de material biológico invulgar devido ao seu tamanho.

Leia o resto deste artigo »

#Meteoro na #Argentina (c/vídeo)

Publicado em Atualizado em

Parece que este ano andamos a ter bastantes fenómenos a acontecer no nosso planeta. Ora vejam mais esta notícia, retirada do site da TVI24:

Gigantesca «bola de fogo» ilumina céu da Argentina

Meteorito «fez da noite dia por alguns segundos», relatam habitantes no norte do país

Habitantes de várias províncias do norte da Argentina afirmaram, no domingo, ter visto uma «gigantesca bola de fogo» a atravessar o céu. O fenómeno, que fez da noite dia por alguns segundos, foi mais visível em Santiago del Estero, mas também foi observado em Catamarca, La Rioja, Chaco, Corrientes, Córdoba, Santa Fé e Tucumán.
Mariano Rivas, coordenador da aérea de Astronomia do Planetário de Buenos Aires, disse ao canal C5N, que a bola de fogo se deveu à explosão de um meteoro.
O fenómeno foi observado cerca das 3:20 (7:20 hora portuguesa) e alguns residentes relatam que sentiram um ligeiro tremor de terra antes da bola de fogo passar.
«Trata-se de um meteoro que entrou na atmosfera a uma velocidade de 130 mil quilómetros» por hora, afirmou aos meios de comunicação argentinos o diretor do Observatório Astronómico de Santa Fé.
Jorge Coghlan explicou que «era de uma dimensão superior à de um meteorito» e que «se desintegrou quando se encontrava a uma altitude de 65 quilómetros». O especialista acrescentou que o objeto entrou na atmosfera com um tamanho aproximado de 20 centímetros de diâmetro».
De acordo com Jorge Coghlan, milhares de bolas de fogo passam diariamente no céu sem que as possamos ver. «A que passou este domingo era apenas maior e de origem tão primitiva como o nosso planeta», concluiu.

Vídeo AQUI

Sismo de Magnitude 7.5 Registado no Irão (C/Vídeos)

Publicado em Atualizado em

Olá a todos. Hoje venho com uma notícia que não é muito animadora para os estragos que se fizeram. Falo então de um sismo registado hoje, no Irão (perto da fronteira com o Paquistão, sendo que são referidas 34 mortos.

A magnitude do sismo foi estabelecida por sismólogos iranianos em 7,5 e pelo centro de sismologia norte-americano em 7,8 na escala de Ritcher.

Com epicentro localizado numa área deserta no sudeste do Irão, perto da fronteira com o Paquistão, fonte oficial diz que o desmoronamento de casas terá feito pelo menos 34 mortos.

As autoridades iranianas dizem que se tratou do sismo mais violento no Irão em mais de 50 anos e adiantaram estar à espera de centenas de mortos.

O sismo aconteceu perto da central nuclear iraniana, mas as autoridades dizem que não foi afetada.

video

video2

video3

Há uma semana, um forte sismo no sudoeste do Irão fez 40 mortos.

Fonte dos textos em citação e vídeos: TSF

O Que Acontece Na Internet Num Minuto?

Publicado em

Já se perguntaram o que acontece na internet num minuto. Só num único minuto? Pois bem, encontrei isto na Revolução Digital e fiquei deveras impressionado e penso que também o vão ficar!

O que acontece na Internet durante 1 minuto?

Já alguma vez imaginaram o que acontece na Internet durante 1 minuto? A quantidade de informação que é trocada, as atividades das pessoas nas maiores redes sociais do mundo. Será muita informação ou afinal não é assim tanta coisa como vocês pensavam?

60-segundos-relogio

O pensamento de perspectiva é algo que não é muito simples de fazer. Temos de nos abstrair de tudo e de todos e olhar para os factos. Quando pensamos em perspectiva sobre o que acontece na Internet durante 1 minuto vemos que as Tecnologias de Informação afinal são uma grande Revolução Digital! :D

A cada minuto é trocada uma quantidade abismal de informação e as estruturas atuais fazem este trabalho todo a uma velocidade tão rápida e de uma maneira tão eficaz que até parece magia.

Infografia do que acontece na Internet durante 1 minuto

A infografia seguinte foi fornecida pela Intel com base nos estudos realizados durante o ano de 2012.

Internet em 60 Segundos - Intel
(Clique para ampliar)

A infografia seguinte foi elaborada por uma empresa de estudos de mercado durante o ano de 2011. Assim podemos comparar alguns dados e ver qual é a diferença entre os vários anos.

Internet em 60 Segundos
(Clique para ampliar)

E para ajudar ainda mais um pouco a troca de informação, aqui ficam umas curiosidades para partilhar:

  • São enviados 204 milhões de e-mail a cada minuto que passa (tweetar isto)
  • A cada minuto surgem 1300 novos utilizadores com dispositivos móveis (tweetar isto)
  • Num minuto são feitos em média 47 mil downloads de aplicações móveis (tweetar isto)
  • Em média são enviados 100 mil tweets por minuto (tweetar isto)
  • A cada minuto surgem 320 novas contas no Twitter (tweetar isto)
  • A cada minuto são feitos 277 mil logins no Facebook e são vistas 6 milhões de páginas (tweetar isto)
  • Em 2012 o Google fez 2 milhões de pesquisas por minuto (tweetar isto)
  • No YouTube, num minuto, são visualizados 1,3 milhões de vídeos (tweetar isto)
  • Em 2015 o número de dispositivos ligados à rede vai ser o dobro da população mundial! (tweetar isto)

Fonte

+Marte: Curiosity Volta a Funcionar Normalmente

Publicado em Atualizado em

Estou certo que estão recordados da notícia que vos dei ainda esta semana. Bem, parece que existem mais desenvolvimentos, avançados pela agência espacial NASA:

Curiosity volta a funcionar normalmente após dois dias inactivo

 

Curiosity volta a funcionar normalmente após dois dias inactivoApós dois dias de inactividade devido a uma falha no sistema informático, o robot Curiosity voltou a funcionar normalmente em Marte, anunciou terça-feira à noite a NASA.

 

O Curiosity registou um problema de software no passado sábado e os responsáveis da missão decidiram manter o robot inactivo por precaução até o «bug» estar solucionado.
A 28 de Fevereiro, o Curiosity sofreu de problemas na memória flash do seu computador principal, tendo sido necessário activar o computador de emergência.
«Calculamos que retomaremos as análises de amostras de rochas até ao final da semana», disse Jennifer Trosper, uma das responsáveis da missão Curiosity no laboratório da NASA em Pasadena, na Califórnia.
A NASA deve realizar alguns testes antes de reactivar o robot em solo marciano.
Os engenheiros da missão estão a preparar um dispositivo especial para transmitir as ordens ao Curiosity durante grande parte de Abril, quando Marte passar por trás do Sol em relação à Terra, um mecanismo de precaução para evitar interferências solares.
O Curiosity já cumpriu o seu principal objectivo, tendo a NASA anunciado a 12 de março que análises minerais do interior de uma rocha demonstraram que Marte pode ter abrigado vida microscópica no passado.
Em agosto do ano passado, o Curiosity pousou na cratera de Gale para uma missão de exploração de pelo menos dois anos.

Fonte: Diário Digital