Diário de um Forever Alone

Adeus #Facebook !

Publicado em Atualizado em

O artigo aqui partilhado segue a publicação original salvo a # que é, como sempre aqui no blog, adicionada nas palavras segundo o critério por mim aplicado Smiley piscando .  A publicação original pode ser vista aqui, no blog Diário de um Forever Alone.

Adeus Facebook!

Como muitos devem ter notado, alguns dias antes da criação deste blog e do meu retorno aoTwitter, eu eliminei definitivamente a minha conta no Facebook.

Muita gente me tem perguntado o porquê da minha decisão e eu tenho respondido sempre com a mesma resposta: pelo bem da minha saúde mental. Sim, porque o site ultimamente tem-se tornado como que um íman para a loucura por diversos motivos.

Primeiro, o vício das publicações. A necessidade de publicar tudo o que quer que eu esteja a fazer estava a tornar-se incomodativa (para mim e para os outros!). No meu Facebook eu publicava tudo o que fazia, tirava montes de fotografias a tudo o que me rodeava, mostrava as séries que estava a ver (quase na integralidade, LOL), e comentava publicações (minhas e de outros) com um ritmo um bocado assustador.

Segundo, a falsidade que se vê naquele site. É impressionante o quanto todos se adoram uns aos outros, apregoam o amor e a felicidade, a esperança e tudo o mais, como se vivessem num mundo perfeito de paz e harmonia. Existem também aqueles que não fazem outra coisa senão martirizar-se, falando de como são inúteis ou infelizes, talvez esperando por uma atenção por parte de outros que nunca vai chegar. Admito que já fiz de tudo isto no Facebook, pois parece que se trata de alguma doença que se transmite pelos utilizadores do site.

Terceiro, a perda de tempo. A tentação de ver o perfil de “amigos” e publicações é grande e dava por mim a passar horas a descer o meu mural para ver gracinhas ou todo o género de informação que se publica nele. Tempo que podia utilizar para algo construtivo, mas que por alguma razão é gasto num estúpido site.

Por estas razões acabei com o Facebook, uma rede social para vícios e amizadesdaquelas. A partir de agora é só Twitter (e por vezes Instagram). Uma rede social para escrever pensamentos e outras coisas, e para seguir as publicações de outros – perfeita para quem gosta tanto de interações sociais como eu. Uma rede social para um forever alone.

Anúncios