Rir

A Maquilhagem e os Homens

Publicado em Atualizado em

Não, não pensem que eu vou começar a usar maquilhagem e que vou aqui relatar-vos e dar-vos sugestões disso mesmo. Não! Longe disso! (Podem pedir isso à minha Andreia, claro :p, mas penso que ela não está também para ai virada).

Eu fui desafiado pela Sofia, do blog Rabo de Cavalo, a falar deste tema maravilhoso e só espero não fazer “borrada”…

Eu devo dizer-vos que, se só o facto de eu usar cremes é o cabo dos trabalhos, imaginem estar com o cuidado exigido no ato da “maquilhação”.

Mas deixem-me falar primeiro da relação das mulheres com estes pozinhos e lapizinhos…

Estou certo de que, diariamente, ao estarem com uma mulher, conseguem claramente ver que ela está maquilhada. Toda aprontada e “produzida”. Digo isto num bom sentido, porque na maior parte dos casos as mulheres tem todas estas horas de “trabalho” dedicado para seu próprio bem estar. A pergunta que acabo por fazer é o que preferem os homens ver, se rostos maquilhados, ou mais “ao natural”. Eu, pessoalmente, vou confessar que muitas raparigas ficam muito melhor maquilhadas (peço desculpa pelos eventuais juízos de valor) e outras que estão bem de qualquer maneira.

Encontrei como tal este estudo bastante interessante, ora vejam:

“Um estudo feito em Inglaterra concluiu que há mulheres que chegam a evitar um encontro por não terem maquilhagem à mão. Mas avisa que grande parte dos homens prefere ver caras ao natural.”

vermelho

(Homens, parem de olhar para esses lábios sedutores e voltemos ao cerne da questão!)

Mais de metade das mulheres sente-se melhor maquilhada e em 28% dos casos é mesmo de uma questão de confiança e auto-estima que se trata; 17% admite cancelar um encontro se não tiver maquilhagem à mão. Metade das mulheres inquiridas num estudo feito em Inglaterra admite maquilhar-se (ou retocar a maquilhagem) quatro vezes por dia – ou seja, 1460 vezes por ano. E grande parte por uma razão: agradar aos homens.

Quanto a eles: três quartos dos homens inquiridos preferem o ar natural das mulheres, 4o% considera que as mulheres se maquilham demasiado. Das respostas masculinas, 45% diz mesmo que maquilhagem a mais é um ‘corta interesse’, numa classificação particular em que se seguem o bronzeado falso (33%), o baton vermelho (5%) ou as pestanas falsas (4%).

Pintar os lábios, pôr máscara ou risco faz parte da rotina diária de milhões de mulheres. A maior parte fá-lo para agradar ao sexo masculino, mas este estudo feito em Inglaterra parece apontar outro caminho.

Podem ler o resto aqui

Vocês viram bem o número médio de quantas vezes as mulheres se maquilham num ano? Mas e os homens? Como andam os homens neste patamar?

A verdade é que temos vindo a ver uma crescente preocupação pelo cuidado da pele e corpo no homem. Eu confesso que me limito ao after-shave depois de desfazer a barba, mas é praticamente só isso. Mas vamos só lá enumerar as coisas que as mulheres têm à sua disposição:

– Batom – aquela coisa redonda que se mete nos lábios,

– Rimel – aquela coisa para os olhos… ou será para as pestanas? Acho que há mesmo um pincel para os olhos…

– Base – aquele pó;

– Verniz – aquela cena tipo plástico que faz as mulheres ainda mais sexy´s quando é vermelho.

Pronto… achavam que era tudo, não era? Pois não, depois de ter ido consultar a enciclopédia feminina ( a minha namorada), descobri mais umas coisas:

– Blush;

– Sombra;

– Eyeliner;

– Pó compacto – estou a tentar dar voltas à cabeça a tentar perceber o que raio é isto. Será “uma base” mas numa caixa mais pequena? Tenho aqui montes de pó em casa, não precisam de gastar dinheiro meninas – eu a ser parvo!

– Base em creme – ora aqui está outra coisa deveras interessante…

Sei que ainda há umas outras tantas coisas porque é um mercado que não para, mas acho que se fosse para as enumerar teria de mudar o titulo do post para a A Enciclopédia da Maquilhagem (& Afins). Eu devo confessar que são coisas que tento saber, até porque no livro que publiquei, o romance, em que se começa pelo ponto de vista da protagonista feminina, há uma parte da maquilhagem (EISH! Lembrei-me do corretor de olheiras!!!) e bem, foi preciso a opinião de 4 mulheres para escrever a aquilo que está presente naquele momento da história.

Contudo, devo confessar, timidamente, que no Carnaval, o ano passado, me mascarei de estrela dos anos 80 e lá me pintaram os olhos (não me perguntem com o quê porque não faço ideia), e, qual a minha habilidade, quando ao pestanejar tal era a comichão que aquilo me dava, que pintei a parte debaixo do olho, tudo ao mesmo tempo. Que habilidade, heim?

Mas uma coisa vos digo, nós homens podemos não perceber lá muito de maquilhagem, mas vocês ficam sexy´s (isto para não dizer outra coisa se não batem-me)  de qualquer maneira, e, principalmente, o importante é sentirem-se bem com vocês próprias!

 

Anúncios

A Fuga das Galinhas: O Jogo da Apanhada

Publicado em

Tive uma aventura engraçada agora de manhã…

1497490_776818965667574_674303975_nEstava eu a ir para casa quando vi, fora da capoeira, uma galinha. Tudo bem que é normal sair uma ou duas de vez em quando, para manter o divertimento. Mas, qual foi o meu espanto, quando de uma passaram a duas. Lá fui eu, segui-las com os olhos quando me deparei com uma autêntica reunião de condomínio. Depois começou a aventura de as pôr dentro da “casa” delas. Três foram fáceis. Lá com a ajuda da camisa as enxotei…agora as outras duas… Elas andavam à volta do poço e uma ia para um lado e outra para o outro, parecia um autêntico jogo da apanhada. Decidi começar com a preta que correu que nem uma avestruz. Eu corri atrás dela até que ela berrou. Eu berrei. Ela voou. E voltamos ao início da brincadeira. Ao fim de algum tempo e com a ajudar de uma cana consegui que fossem para onde elas pertenciam.

Enfim… estas galinhas andam doidas…

(foto tirada o ano passado)

Visita ao Porto, Voluntariado, Color Run, Disney e Pipocas

Publicado em Atualizado em

Diário de um #Universitário (17 a 24 de Outubro)

Sexta-feira, 17 de Outubro de 2014

Acho que este foi o melhor dia do mês. A sério malta.

Como sabem, às sextas-feiras não tenho aulas da parte da manhã o que é fantástico! Fantástico porquê? Porque no dia de ontem (16) saí, a um Arraial. É certo que não cheguei muito tarde, tendo em conta que tinha a viagem para o Porto às 16h…

A manhã passou bem. Andei basicamente de um lado para o outro a arrumar as coisas que eram essenciais ir para a minha mini-estadia na cidade do Porto. Passou rápida a manhã, apesar da ansiedade começar a aparecer… e porquê? A resposta é bastante simples: pelo voluntariado que iríamos fazer às 14h na cidade de Leiria. Que iniciativa foi esta? Pois bem, foi assinalado este dia como o dia internacional contra a pobreza e em todos os distritos de Portugal, os voluntários andaram ora a distribuir panfletos em lugares estratégicos da cidade, ora com setas vermelhas com a palavra POBREZA destacada. Eu fiquei com as setas e devo dizer-vos que adorei a ideia. As setas estavam a apontar para lugares aleatórios, simbolizando o facto de que a pobreza está presente em todo o lado e que, na maior parte das vezes, não a vemos.

Foi uma hora de ação voluntária. Eu, apesar de ter já expressado a minha vontade em fazer voluntariado, foi a primeira vez que tive mesmo a oportunidade de o fazer e devo dizer-vos que adorei! Foi fantástico e, das melhores coisas é ver a reacção positiva das pessoas. Os seus sorrisos, ou então um polegar levantado mostrando contentamento. Também houve quem parasse para nos perguntar e elogiar a iniciativa. Enfim… coisas que nos dão vontade de lutar e ajudar sempre que possível.

2014-10-17 14.48.07

Tudo isto acabou perto das 15h10, pelo que peguei na minha mochila super pesada com a roupa e alguma comida para a viagem (porque eu sou uma pessoa bastante esfomeada e até acho estranho a minha namorada não ter feito nenhuma entrada aqui no blog sobre isso mesmo…) que iria fazer a seguir.

Encontrei montes de gente há espera dos autocarros, sendo que muitas eram da minha turma que, apenas estudando em Leiria, iriam de fim de semana a casa. A espera assim não foi tão dolorosa, se bem que outro nervosismo começava a aparecer, o de sair de Leiria e fazer uma viagem já há muito programada, e que marcava o reencontro entre dois amigos! (e digo isto porque eu dou muito valor aos meus amigos! Eles sabem nos Agradecimentos dos meus livros 😛 )

A viagem lá aconteceu e bem que eu li, comi, mandei SMS´s, mas o relógio teimava em não andar.

Finalmente cheguei ao Porto! Onde tanto a cidade e o meu amigo (Ricardo) me esperavam.

O resto da tarde passou-se bem, tirando a chuva que caia abruptamente e sem cessar durante o caminho para casa dele. Logo aí nesse trajeto até ao metro tive direito a guia particular em que me ia explicando os diversos pontos da cidade.

Ai chuva…não podias ter arranjando outra hora?

Sábado, 18 de Outubro de 2014

A manhã começou com muita alegria apesar da chuva não ter parado de cair do céu. Saímos de casa cedo para aproveitar bem o dia. Andamos de metro (que na minha opinião e da minha belíssima namorada se devia chamar tudo menos isso, é que ele raramente para no subsolo). Lá ele me ensinou a “trabalhar” com o Andante e seguimos viagem!

Na manhã fomos até ao estádio do dragão. Aparentemente, nesse dia, haveria jogo. Seguimos caminho para o Dolce Vita que lá ficava perto. Almoçamos lá um belo BIG KING XXL e seguimos pelo shopping que está com uma exposição dos animais da era glacial. Foi nessa altura que o sol apareceu pelo que seguimos a nossa viagem até à ponte D.Luis onde me fartei, não só de tirar fotografias, mas também a desligar-me de tudo e observar o que estava em me redor. É sem dúvida uma vista fantástica e que espero ansiosamente por repetir. É lindíssima aquela zona do Porto. Os turistas também são bastantes, acreditem, e o tempo só ajudou. Seguimos até à Serra do Pilar que via lá acontecer um casamento no mosteiro. Mais fotos foram tiradas daquela vista panorâmica que tínhamos. É belíssimo.

Queres ver as fotos das paisagens e da exposição? Carrega em ler mais 😀

Leia o resto deste artigo »

Diário de um #Universitário (14 a 16 de Outubro de 2014) – E outros pontos…

Publicado em

Terça-feira, 14 de Outubro de 2014

Terça-feira… aquele dia quem teríamos manhã livre se ela não tivesse sido mudada por a professor não poder às quartas de manhã. A aula, surpreendentemente, passou-se lindamente em que estivemos a analisar a cartão aberta ao Caloiro que, se ainda não leste, acho que o deves fazer AQUI.

As aulas da parte da tarde passaram-se bastante bem, sendo que as selfies dominaram o intervalo da aula de Introdução à Economia em que aproveitamos para provocar os do nosso curso do 2º ano. Claro que eles, influenciados por esta nova geração, não resistiram em fazer o mesmo connosco.

Neste dia havia praxe, uma super engraçada que envolvia espuma de barbear, mas, infelizmente, o meu peito asmático não me deixou comparecer… acreditem que eu queria, mas este tempo dá cabo de mim, e saber que para a semana o calor volta, dá-me vontade de atirar da ponte. Sendo assim, não fui, aproveitando a ocasião para ir comprar os bilhetes para aquela viagem que vos falei ^^ (não vou sair do país, estejam descasados :p)

Quarta-feira, 15 de Outubro de 2014

Às quartas é quando agora começamos a entrar às 14h e bem que nós gostamos (já agora, a frase marcadora, que passou das praxes para as nossas vidas é:  “Ai eu gosto tanto”).

A aula, única, passou com a sua naturalidade se bem que, a surpresa estava para vir depois com a RGB!, ou seja: praxe. Não sabíamos o que se ia passar… Todos os cursos da escola ficaram em fila indiana, até que fomos entrando para o auditório em que estava tudo escuro, sendo que a única luz era das velas, na periferia e na mesa no palco, onde estavam os membros do mais alto nível da praxe académica, incluindo a Real D. Dinis.  Não nos sentámos, não! Ficámos antes de joelhos e de olhos no chão a ouvir as praxes coletivas que os cursos tinham para serem apresentadas. Foi engraçado, sim, mas foi bastante cansativo estarmos ao escuro mas, ao fim de uma hora, que também estivemos sentados no chão de madeira, nos sentámos para falarem connosco sobre o traje e tudo o mais. No fim, uma apresentação da tuna da escola que levou a plateia praticamente ao rubro.

Depois disto foi tempo de chegar a casa. Com uma chuva e névoa intensa lá fora, depois de fazer alguns exercícios de MACS, li o que a minha namorada escreveu aqui no blog. Sim! Ela agora escreverá para aqui, tendo já dado as boas vindas bem como um “Olá”. O post em questão é o do famoso jogo do carro amarelo. Eu adorei o que ela lá escreveu, tirando a parte em que quase parece que eu ando a dar cabo dela (isto não parece lá muito bem, mas vocês percebem o que eu quero dizer :p ). Eu sou muito carinhoso com ela e garanto que (um dia) ela vos contará (espero que breve). Jogar o Jogo do Carro Amarelo com rapazes tem sempre daquelas coisas… nós rapazes gostamos de provocar o sexto oposto! É certo e sabido… por isso…a… amor, já sabes que eu só quero o teu bem ❤ !

Quinta-feira, 16 de Outubro de 2014

Estou bastante animado para vos dizer que amanhã irei participar numa ação de voluntariado no dia contra a pobreza. Será realizado em todos os distritos do nosso país. Vamos fazer como que de estátuas vivas com setas a apontar em várias direções, com a mensagem de que a pobreza está um pouco por todo o lado. Vamos também distribuir papéis para sensibilizar as pessoas para esta realidade social. Se quiserem aparecer, será por Leiria, nomeadamente no centro, das 14H às 15H! Será feito um vídeo depois com a junção de todos os distritos. Depois mostro 🙂

#BLOG : Rabo de Cavalo

Publicado em Atualizado em

Uma amiga minha, cuja vontade em escrever é maior que o universo (tal como a minha :p ), lançou o seu blog: Rabo de Cavalo!

O  blog é fantástico e é atualizado diariamente. Se procuram algo descontraído para ler ao final do dia e ficarem com um sorriso na cara, é sem dúvida o seu blog. Ainda agora, ao ler a sua entrada mais recente, não consegui evitar umas breves gargalhadas ao ler o que a Sofia partilhou, agora mais que nunca, com os seus seguidores.

Visitem 🙂

blog

A Banda Sonora do Estudante

Publicado em Atualizado em

Eu quando escrevi banda sonora era só para chamar a vossa atenção porque, na verdade, é apenas uma música. Mas, meus amigos, é uma música que vale por todos, acreditem!

Ela traduz exatamente tudo aquilo que nós, estudantes, sentimos em altura de testes/exames. Deixo-vos com ela e a letra:

 

Letra:

I do not own this video, Give credits to the one who posted in 9GAG!!

Lyrics:
The clock ticks by too fast this time
Not a moment to be lost
A sack of books around me
And it looks like it’s the day
Finals are coming and we all must try our best
But I’ve given up I’ll just swing that test

No fun today, no fun at all
no more talking on the telephone
read this, write that and learn it all
Can’t learn it all
Fuck it all, fuck it all
Can’t study this anymore
Fuck it all, fuck it all
All my classes are a bore
I don’t care If I fail this test
Let my mom rage on…
My grades never bothered me anyway

Fuck it all fuck it all
Don’t give a shit anymore
Fuck it all fuck it all
Flip that table screw you all
I don’t take this bullshit anymore
I don’t give a fuck!
My grades never bothered me anyway

♫ Vocals, SFX and Mix: DrunkenSchokomuffin

 

E se as raparigas nos bailes fossem rapazes?

Publicado em

Eu só de pensar na ideia fico de olhos em bico, mas tentem lá imaginar tudo aquilo que acontece num típico baile de final de curso que se vê nas séries americanas. Estão a imaginar, não estão? É basicamente tudo o que não temos cá em Portugal… Mas bem, imaginem agora que os papeis de rapaz e rapariga eram invertidos…

Eu estava no Youtube e foi daqueles momentos em que não faço ideia como descobri o vídeo, mas partilho convosco esta suposta “inversão” de papéis 😀

Dá para rir…

Olá Férias!

Publicado em Atualizado em

Férias? Que palavra tão estranha… Estranha não no sentido em que não a conheça, mas no sentido em que já não me lembrava que ela existia.

férias1

E isto tudo vem em que sentido? Pois bem, os exames acabaram – envoltos em muita confusão barra polémica (claro que falo dos exames de português e matemática) – , e é tempo agora de descansar. De tentar relaxar nesta semana…

Ai… eu devo estar mas é a sonhar, não é?

Vai ser já na próxima semana que sabemos os resultados destes brilhantes exames e se conseguimos alcançar aquilo que queríamos… Eu só quis com este post deixar este meu desabafo. Este que é meu e de todos os milhares de estudantes do nosso país.

Vamos mas é aproveitar estes dias para o relax! Olhem, cá eu já estive a ler, ver séries,  jogar PS e dar uns belos de uns mergulhos enquanto espero que esta malta se decida em ir ver os Transformers 4 ao cinema.

 

Os Obrigados da Semana (16 a 18 de Junho)

Publicado em

Twitter

 

Obrigado à claridade. Todos os dias eu gostava de dormir mais um bocado, mas mais parece que estou a chegar ao céu com tamanha luz.

 

Obrigado persianas e cortinado por ajudarem à festa e em me fazer perguntar realmente para que raio servem!!!!

 

Obrigado mãe, por eu querer dormir mais e abrires a porta, abrires a janela, abrires móveis, fechares móveis… Obrigado pelo arraial

 

O Meu Festival de Verão: IAVE /GAVE – Exames Nacionais 2014

Publicado em

Eu estou a tentar perceber porque raio as pessoas estão preocupadas em qual festival de verão ir. Ou melhor, qual terá o melhor cartaz? Será o NOS Alive, Meo Sudoeste, Avante, Meo Marés Vivas, Superbock Super Rock? Pois bem, eu acho que então vocês ainda não conhecem o IAVE/GAVE. É só, tipo, o melhor festival de todos os tempos.

Não é para qualquer um, é apenas para os fortes e que conseguem ir. Depois, quando lá se chega não é só ficar a… olhar para o lado. Não. Não pensem que é fácil. Eu vou mostrar-vos mas é o cartaz para este ano:

Capturar

 

Eu só naquela, vou no dia 18 e depois no dia que, sem dúvida, é o melhor. De que dia falo? Dia 26 ora essa!

No dia 18 será fantástico porque temos que chegar lá e saber as” letras das músicas” dos artistas de dois anos!!! Já viram? Quer dizer, se saber o que se passou num ano inteiro já é o que é, imaginem lá saber de dois?

No dia 26… diz 26 é aquela coisa… opá, como vos hei de explicar: olhem para a citação que a “Rapariga do 12º Ano”  deu no ano passado. Tão a ver agora não é? Pois bem, o dia 26 é de uma emoção tão mas tão grande que, tudo o que vamos querer é morrer.

E vocês? Qual o vosso dia favorito? Têm é que ir a correr para as inscrições, vá! E olhem que, se para alguns é oferta a ida a este festival (da desgraça), para outros fica bem caro…