conselhos

Olá aos 18 e Olá aos 19 Anos – As 10 Coisas Que Aprendi no Ano Passado

Publicado em Atualizado em

Foi isso mesmo!,

foi no passado dia 12 de Fevereiro que celebrei o meu décimo nono aniversário e bem que ele não poderia ter corrido melhor.

2014-02-12 21.18.28

Sem dúvida foi um dia bastante cansativo, mas a alegria que dele vem são ENORMES!, e, como tal, eu tenho mesmo que agradecer todas as pessoas que me felicitaram pelo meu aniversário, quer por aqui, chat, sms, skype… não interessa! Todas essas pessoas levam um gigante OBRIGADO da minha parte.

19 anos… Eu ainda penso nos 18 anos. No ano passado… como foi um ano em que muita coisa aconteceu. Conheci gente nova, diverti-me! Fui a concertos. Ajudei os meus próximos. Amei. Fiz disparates. Assinei contrato para a publicação do meu primeiro livro e, tudo isto com o apoio sempre dos meus amigos que sempre me apoiaram (e também davam na cabeça  ).

Agradeço pelos meus dezoito anos de vida a todos e que, com estes 19, só consiga continuar tudo aquilo que fiz. Melhor! Tentando sempre aprender com cada erro e melhorar no meu trabalho – nomeadamente na escrita que é a minha verdadeira paixão como julgo saberem (https://www.facebook.com/DiogoAFSimoes ).

Agradeço aos que tornam neste dia, num dia ainda mais feliz!

Também tenho que agradecer aos meus seguidores aqui no blog pelas visualizações e opiniões que vou sempre recebendo!

Agora… vamos realçar as coisas que aprendi no ano passado:

1º – Segue os teus sonhos!

Eles podem parecer impossíveis, é verdade, mas com trabalho, dedicação e esperança (sim, porque ter esperança não é ilusão), as coisas podem ficar a vosso favor. É certo que muitas vezes acabamos por ficarmos esgotados de tanto trabalho e, no fim, não temos aquilo que esperávamos. Mas temos que arriscar e não ter medo de arriscar. Coisas boas vêm do erro.

2º (1.1) – Matem os amigos por perto e ajuda-os sempre!

Isto é algo que todos nós sabemos e que é algo que sempre o faço, mas nunca é demais realçar. Além do mais, muitas vezes aquilo que eu referi no 1º ponto só é possível com a ajuda dos nossos amigos. Do apoio, críticas e partilha das alegrias e tristezas. Não temos que ter vergonhas! Os amigos são isso, não é verdade? Não somos nenhuns necessitados, mas sim pessoas que confiam nos seus amigos e aqueles que nos compreendem estarão lá sempre, de boa vontade, ver-nos crescer.

E a verdade é isso mesmo, e pegando no ponto 1 e 2, das melhores coisas que ouvi o ano passado é que eu era um exemplo por ter seguido o meu sonho e ter conseguido com o trabalho que fiz e que, sobretudo, ainda faço!

3º – Dar ouvidos aos nossos pais!

É difícil, mas quando eles dizem para levar-mos um chapéu de chuva ou irmos mais agasalhados seria uma EXCELENTE ideia ouvirmos… Mas vocês já sabem do que eu estou a falar hehe

4º – Parar de pensar nas férias!

Isto é o drama de todo o estudante, mas o melhor mesmo será aproveitar o momento presente e tentar pensar nas férias só quando elas estiverem à porta. É o melhor para a nossa saúde! :p

5º – O Skype é propício à maluqueira!

Quem é que nunca teve aqueles amigos que, com chamada de vídeo ficamos boquiabertos? Pois é! Lá está! Eu confesso que acho imensa piada as chamadas de vídeo pela proximidade que podemos ter com os nossos amigos e familiares distantes e, além do mais, divertir é sempre bom, bem como rir. Ainda não pagamos imposto para tal.

6º – Estudar ainda mais!

Sim, se pensamos que no ano anterior estudamos mais, então com nova idade é altura de termos uma visão mais amplificada e ter em conta o nosso futuro! Por isso, toca a trabalhar!

7º – Tentar controlar a minha excitação!

Isso parece mal numa primeira leitura, não é? Mas nada disso! Eu, gostando de escrever, tenho sempre ideias para 1001 histórias dentro da minha cabeça. Como tal, manter essas ideias todas no sítio consome muito mas muito combustível. Há que ter calma, respirar fundo que tudo se faz. É preciso é tempo.

8º – O vício das séries!

Das séries…dos filmes, dos livros… Tudo um grande vício.

Atualmente, acompanho perto de 13 séries, se não estou em erro e, como podem calcular, é muita história que se tem na cabeça. A boa parte é que algumas dessas séries são só de verão…. (aaa…será isto uma boa coisa?).

Livros… Eu não sei se acontece com algum leitor daqui, mas eu posso ter 10 livros para ler e já estou a adicionar e a aproveitar promoções que as editoras fazem. É uma tentação terrível!

9º – O meu amor pela corrida!

Eu juro que nunca me tinha sentido tão ansioso por ir correr às quartas-feiras à noite lá em baixo, no centro de Leiria.

A verdade é que como sou asmático, eu até gosto de desporto, mas ao longo dos anos acabamos por ter algum ódio a essas atividades que adorávamos conseguir fazer como pessoas “normais”. A verdade é que desde que o ano passado comecei a correr, me sinto como novo! Eu  posso chegar a casa cansadíssimo, com uma molha da chuva insistente que não nos abandona, esfomeado, capaz de comer um crocodilo, mas não interessa! O ambiente e os amigos são fantásticos e, assim, nem vemos ligamos aos 8 km que percorremos.

10º – Tentar deitar cedo!

Uma das coisas que tenho vindo a fazer com o horário de 12º é a deitar-me tarde e isso, claramente que influencia muita coisa.

Sempre tive a sorte de, independente da hora a que acordo, acordo sempre bem disposto e pronto para pôr música a tocar na casa toda. Contudo, apesar disso, chego se for preciso ao final da tarde com os olhos a piscar.

Enfim… aqui ficam as 10 coisas que aprendi (e devo ter aprendido mais, mas agora não me lembro) e, espero que com elas, também tenham aprendido alguma coisa. (Ou talvez não.)

#Apps Que Não Podem Faltar no Vosso #SmartPhone – Especial Android–Parte 1

Publicado em

Se coisa que vos prometi na edição anterior, então cá fica o especial Android para vos ajudar a perceber mais sobre o vosso dispositivo.

Tudo aqui o que irei escrever é uma adaptação daquilo que vem na revista Exame Informática, do mês presente (Agosto).

Comecemos por ESCOLHER O TELEFONE E TABLET

A escolha de um dispostivo Android não deve limitar-se ao design do dispositivo. Sabemos que é por aí que tudo começa, mas quando estamos perante um sistema operativo aberto, há que pensar em ouras variáveis.

O FABRICANTE É MUITO IMPORTANTE

A Google (obviamente) e a Asus são das fabricantes que mais rapidamente disponibilizam as atualizações para este sistema operativo, sendo que Samasung, Sony e HTC são mais lentas, principalmente para os telefones que não são topo de gama. Ou seja, os modelos mais antigos é mais provável nunca ver um novo update de sistema chegar até eles. Obviamente que também se escolherem um telefone de operador o cenário é muito pior pelas diversas limitações e testes que se fazem antes de as atualizações chegarem aos vossos smartphones. Sendo assim, um aparelho Nexus (marca dos smartphones da Google) que trazem o Android no seu estado mais puro (isto é, sem as personalizações das fabricantes) terão acesso a atualizações muito rapidamente.

Obviamente que se tem que também perceber que lançar atualizações nunca é fácil pelos testes que se fazem para garantis estabilidade do dispositivo que têm em mãos. Algo que é sempre também dificultado pelo próprio sistema operativo – Android – em que a fragmentação faz com que existam diversas versões do sistema operativo, diferindo como tal as características.

ATENÇÃO NA COMPRA

Algo como a resolução do ecrã, velocidade do processador, o armazenamento são vistais na escolha, principalmente porque o sistema Android tende em ficar mais lento à medida que o tempo vai passando, por isso, tente adquirir um dispositivo com estas características:

Leia o resto deste artigo »

#Londres – Dia 4 – Tower of London, St. Paul´s Cathedral & Natural History Museum

Publicado em Atualizado em

Olá olá a todos!

2013-04-25 21.10.13Vou começar primeiro para vos lembrar dos dias atarefados que tivemos e deveras cansativos! Não acreditam? Pois bem: olhem que neste dia eu, o meu pai, tio, irmão e madrinha e mãe subimos o equivalente a 15 andares. Com mais de 190 degraus… E isto em vez de irmos pelos elevadores – inteligente, não? Enfim, é o amor ao esforço e desporto que nos temos, é que já não bastava termos passado os dias a subir e descer escadas por baixo da cidade londrina.

Neste dia estava mais frio que nos outros, se bem que fomos mais uma vez ao Starbucks onde um chocolate quente me deu novo calor…

2013-04-27 11.10.09

Aí estou eu, cansado e pronto a beber o chocolate quente num dos diversos, se não milhares, de Starbucks que encontram na cidade – coisa maravilhosa é que todos eles têm wi-fi grátis. Já vira??? (um aspeto que vou abordar na reflexão final da viagem).

Sairemos agora do café e encaremos a paisagem fantástica da ponte de Londres e arredores:

DSC06753DSC06766DSC06770DSC06772DSC06773

DSC06801

Leia o resto deste artigo »

Testes e o Final do Período… A Vida de Um Estudante

Publicado em Atualizado em

Eu ainda não consigo acreditar que amanhã vou ter teste de Biologia… parece irreal. E porque parece irreal? Bem, isso é porque não temos tido nenhum fim-de-semana de descanso. Ok ok que dizem que a vida de estudante é a melhor que vamos ter, e também é certo de que temos bastante tempo livre durante a semana, mas, ter um fim-de-semana livre de preocupações, um fim-de-semana que não nos faça chegar ao domingo a sofrer de ansiedade e desespero é algo que faz falta à nossa saúde de jovens adolescentes.

Ok, é o teste prático de biologia e a matéria não é das mais complexas que tivemos, contudo, tenho que notar que é já na quinta-feira que seremos vítimas de um atentado (mais um, é verdade) do Ministério da Educação, contra nós, estudantes sofredores. E de que atentado estou eu a falar? De um Teste Intermédio… e de quê? De Matemática (A)! A sério… isto só serve para que exista uma pressão, uma pressão que não é nada saudável, e que nos faz (por vezes) tirar resultados nada satisfatórios para nós alunos. O ano passado tive a sorte  de o meu teste fazer parte das escassas positivas da turma, e, sendo uma positiva, alivia sempre alguma coisa. Também tenho que salientar que este ano tento controlar-me melhor no que toca a estes “testes oficias e nacionais” que os caros, simpáticos e compreensíveis membros do GAVE elaboram para nós, com tamanha felicidade estampada no rosto.

Concluindo, o fim do mês é mesmo algo que anseio rapidamente… Agora pensam vocês que é quando os nossos testes acabam… Nop! Nada disso. Ainda teremos um teste de Biologia, o GRANDE, o abominável teste TEORICO! E ainda não acabei! Não e não… isso queria eu, AH AH AH! Ainda teremos uma apresentação de português a fazer não sei a onde (espero que a nossa professora não se lembre. Sorte de no 2º Período as apresentações começarem pelos últimos. Além do mais, tenho já um tema para falar: o Papa, sim, o Bento XVI que tem sido o centro de todas as atenções por parte dos media nestas últimas semanas). Tirando esta apresentação (mistério), o teste de amanhã, o teste intermédio de quinta e o teste na segunda, fico já descansado por não ter que repetir a exposição oral a Psicologia por ter muito amor ao 19 que me deram (é uma apresentação para quem quer melhor).

(Ui, que já fiquei cansado de enumerar isso tudo)

Posto aqui este meu desabafo, vos pergunto: vocês também sentem e sofrem com o stress, o nervosismo e, nalguns casos, o medo? Bem, o conselho que vos tenho a dar é: tentem sempre dar o vosso melhor nas vésperas, isto é, saibam escolher os exercícios, imaginar as perguntas nas vossas cabeças daquilo que os professores poderão perguntar. Na véspera do teste bebam um chá antes de se deitarem para, pelo menos, vos acalmar. Contudo, e principalmente, acreditem em vocês mesmos. Não desanimem se tirarem o resultado mau, um resultado que não corresponde ao vosso esforço. O importante é saberem identificar os vossos erros e perguntarem a vocês mesmos: porque razão errei esta questão? Poderia ter ido por outro caminho? …

Calma acima de tudo! Boa sorte Smiley piscando