férias

Aventuras – Férias (Parte 2)

Publicado em

Estes meus dias têm sido recheados de aventuras.

Não vos vou falar da guerra que todos tempos com a areia, e muito menos falarei da dificuldade em encontrar lugar na praia este ano – até porque tem sido bastante fácil -, também não falarei da temperatura (horrível) da água.

Vou falar-vos primeiramente da minha ida ao Slide&Splash

slide

Há dois anos, na mesma altura, fui ao Aquashow, que é muito mas mesmo muito maior do que o parque aquático a que fui neste ano.

Fomos bem cedo, todos contentes, mas rapidamente perdemos o sorriso feliz quando vimos as filas que havia. Estas filas devem-se ao facto de praticamente todos os parques do Algarve ficarem naquela zona. Imaginem bem como é sair de lá no final de um dia! Foi mesmo essa a nossa aflição ao ver-mos a fila em sentido contrário.

Chegámos lá e ficamos contentes com termos alguém do parque a orientar os condutores quanto aos lugares de estacionamento. Essa parte foi fácil bem como entrar no parque.

Não vos vou falar de tudo detalhadamente mas quero realçar os bons relvados para apanhar sol e pousar toda a tralha que trazemos, especialmente a comida. Se não levarem comida podem sempre lá ir ao restaurante que tem uns preços até simpáticos. É tipo um McDonalds .

Quanto às diversões, os escorregas são fantásticos. Quis experimentar os melhores e, dizendo isto, me refiro aos com curvas e contra curvas em que bem podemos tentar abrir os olhos por meio de tanta excitação, mas bem podem fechá-los se não querem levar com toneladas de água na cara. Quando àqueles tapetes enormes e que são a nova atração, apesar de já ter tido oportunidade de os experimentar cá em Leiria, voltar a repetir aquilo foi sensacional! Pode meter medo para quem nunca foi, mas vão adorar. Ah! E tentem ir sentados. Vão divertir-se imenso!!!

Diversões com bóias… eu vou confessar-vos que não gostava. Mas dizia isto sem ter experimentado porque achava que irmos só com o nosso próprio corpo ser melhor. Mas estava enganado! O Torpedo foi fantástico. Com bóia para um, ou para dois (com dois é muito mas muito bom), entramos num tubo que é escuro no começo e depois chegamos a uma espécie de “taça” gigante em que vamos dando voltas até sairmos por um outro tubo para a piscina, como se estivéssemos naquelas coisas do euromilhões. Foi deveras divertido e valeu a espera de uma meia hora na fila para depois ter aqueles 30s de divertimento!

O mesmo vale para o Black Hole (Buraco Negro). Eu sempre que ia nele só me lembrava do Space Mountain (famosa montanha-russa na Euro Disney). São tubos completamente negros! Nestes só podem ir com bóia para duas pessoas. Não vêm absolutamente nada pelo que nem vão dar pelas sucessões de curvas e contra curvas e… ups… não posso dizer ehehe :p

Falaremos de hoje!

Hoje, como habitual, fomos caminhar, até às praias de outras terras… e bem que, ir para lá foi bem mais fácil que o ano passado. Existe este muito mais areia o que faz com que o mar fique bem longe das grutas dando-nos a possibilidade de passarmos por elas.

O que aconteceu foi que, à vinda, estando já a maré a encher, para além de levarmos com água fria, ainda andávamos de gatas para passar pelas fissuras ou, como já é habitual em nós, subirmos a rochas e ficarmos com marcas dessas nas pernas. Um bocadinho de sangue não faz mal também a ninguém e, no fim de tudo, lá  finalmente nos deitamos nas nossas toalhas depois de um belo banho…

DSC00165

“Choque Térmico” – Férias (Parte 1)

Publicado em

DSC00077

Eu sempre me lembro de vir para o Algarve e, mesmo a água do mar não estando propriamente quente, eu entrava nela a correr. Este ano, cá para o sul, o tempo não é como os anos passados. Está muito mais ventoso. Contudo, a temperatura está agradável e, hoje, com os 32º graus que cá estão, o que apetece mesmo é ir a correr para o mar translúcido…


DSC00093

DSC00102

Olhem, eu bem que tentei fazer isso! Eu juro que vos tentei, e consegui até a água me bater pelos joelhos, altura em que deixei de sentir os meus pés, e por fim, as pernas. O que se seguiu tanto para mim como para o grupo que me acompanha nas férias, é dar um mergulho rápido. Claro que nesse mergulho parece que levamos uma anestesia geral porque sentir os nossos braços também se torna num desafio e fico estupefacto como é que ainda conseguia dar ordens aos braços e pernas para me tirarem daquela autentica arca congeladora.

A verdade é que quando de lá saímos sabe muito bem recebermos os raios deste sol quente de verão. Pode demorar a sentir-mos novamente o nosso corpo, é um facto, mas sabe mesmo bem. E, para descansar os que cá vêm passar férias, durante a tarde a água está bem mais quente.

 

Olá Férias!

Publicado em Atualizado em

Férias? Que palavra tão estranha… Estranha não no sentido em que não a conheça, mas no sentido em que já não me lembrava que ela existia.

férias1

E isto tudo vem em que sentido? Pois bem, os exames acabaram – envoltos em muita confusão barra polémica (claro que falo dos exames de português e matemática) – , e é tempo agora de descansar. De tentar relaxar nesta semana…

Ai… eu devo estar mas é a sonhar, não é?

Vai ser já na próxima semana que sabemos os resultados destes brilhantes exames e se conseguimos alcançar aquilo que queríamos… Eu só quis com este post deixar este meu desabafo. Este que é meu e de todos os milhares de estudantes do nosso país.

Vamos mas é aproveitar estes dias para o relax! Olhem, cá eu já estive a ler, ver séries,  jogar PS e dar uns belos de uns mergulhos enquanto espero que esta malta se decida em ir ver os Transformers 4 ao cinema.

 

Os Obrigados da Semana (16 a 18 de Junho)

Publicado em

Twitter

 

Obrigado à claridade. Todos os dias eu gostava de dormir mais um bocado, mas mais parece que estou a chegar ao céu com tamanha luz.

 

Obrigado persianas e cortinado por ajudarem à festa e em me fazer perguntar realmente para que raio servem!!!!

 

Obrigado mãe, por eu querer dormir mais e abrires a porta, abrires a janela, abrires móveis, fechares móveis… Obrigado pelo arraial

 

As Minhas Férias – 2013

Publicado em Atualizado em

Olá olá!

Sei que este verão não vos mantive muito atualizado naquilo que foi o tema de abertura do blog já no ano passado.

Começaremos com o terminar da primeira fase dos exames nacionais e a minha partida no dia a seguir para Tavira, tal como no ano passado vost inha falado

1

Confesso que me soube bastante bem estas férias depois de meses de estudo para aquilo que andamos a trabalhar por três anos, e Tavira é o lugar ideal especialmente quando vamos com amigos.

Capturar2

Todos estes locais recomendo que visitem pela sua tranquilidade e beleza. Foi uma ótima semana e com praias fantásticas. Aqui estão algumas fotos:

insta

Foi bastante bom. Ótimos locais para ler, tirar fotografias (especialmente aqui o viciado em fotos) e rir e conversas nas longas horas de almoço que tínhamos, em que chegámos à conclusão que passávamos mais tempo nos restaurantes que propriamente na praia.

Capturar3

Agora, recuaremos no tempo… Iremos nós para o mês passado de quem já guardo grandes saudades pelas aventuras das saídas à noite que tivemos…

Leia o resto deste artigo »

#Londres–Último Dia

Publicado em Atualizado em

Olá olá olá! Eu bem sei que já passaram quase dois meses desta minha viagem e algum tempo desde a escrita aqui no blog, mas prometo que vos vou nesta semana pôr a par de tudo… Agora darei o término daquilo que foi a minha viagem a Londres.

Eu recordo-me bastante bem deste dia por o medo e nervosismo que me provocava por saber que, no dia a seguir, volataria “ao mundo real”. Pode ser difícil de perceber isto, mas a verdade é que quando estamos no estrangeiro acabamos por esquecer todas as nossas preocupações e vivenciamos aquilo que está perante os nossos olhos. Observamos desde as luzes, as pessoas, o ambiente, o metro, o estilo de vida e tudo o mais… É tanta coisa que temos sempre a pena de perder alguma dessa informação que percecionamos. Por isso acabamos sempre por não tirar o nosso dedo do botão da nossa máquina fotográfica a disparar por cada coisa que passa à nossa volta.

Neste dia saímos bem cedo para comermos o nosso último pequeno-almoço no hotel, sendo que a manhã foi passada a irmos ao Harrods

Vêm essa gente? Essa confusão? Esse ambiente londrino? Ai… que saudades que eu tenho, mas contente por ter aproveitado tudo dentro daquilo que era possível pelo cansaço evidente de andarmos no sub-solo no metro e de mapas na mão. Contudo, apesar de ser algo cansativo, adoro. Só a palavra aventura me desperta algo de único, de momentos de diversão, de momentos em que nos perguntamos: onde raios estamos? onde agora é que vamos almoçar?

Para quem não sabe, isso é um centro comercial enorme, mesmo mesmo enorme com pisos para as diferentes áreas: tipo moda, desperto, tecnologia e …É enorme e com escadarias belíssimas no seu interior e, também com música a ser tocada ao vivo. É algo impossível de vos conseguir descrever. Conseguir descrever aquele ambiente de novidade, de único e completamente diferente do que temos cá em Portugal.

Claro que, ouve uma paragem em mais um Starbuckspara atualizar o twitter, facebook e fotos no instagram a relatar a minha viagem! É que sabem, lá o Starbucks dá-vos internet enquanto aproveita o vosso café/chocolate quente, …E, também para observarem as pessoas, que estão num ambiente tão familiar e despreocupado…

Claro que nós tínhamos uma preocupação, ir embora na parte da tarde…

E foi o que aconteceu…

Depois de algumas duas horas no aeroporto depois de sermos revistas e apalpados de ato a baixo, entramos naquele centro comercial que, era grande, mas repetitivo nalgumas lojas. Mesmo assim, ainda entramos lá portugueses a trabalhar e é algo sempre engraçado. E, isto faz-me lembrar de um casal de portugueses que foi para lá, abriram um restaurante italiano e têm lá uma vida feliz, contando apenas com a saudade do clima português e dos amigos, claro… afinal somos todos feitos de pessoas.

Para terminar, um conselho: nos aeroportos temos perfumes, por exemplo, bem mais baratos por não terem taxas em cima, pelo que aproveitem bem como algumas promoções fantabulásticas de chocolates para acabarem com os últimos vestígios do dinheiro britânico.

#Londres – Dia 4 – Tower of London, St. Paul´s Cathedral & Natural History Museum

Publicado em Atualizado em

Olá olá a todos!

2013-04-25 21.10.13Vou começar primeiro para vos lembrar dos dias atarefados que tivemos e deveras cansativos! Não acreditam? Pois bem: olhem que neste dia eu, o meu pai, tio, irmão e madrinha e mãe subimos o equivalente a 15 andares. Com mais de 190 degraus… E isto em vez de irmos pelos elevadores – inteligente, não? Enfim, é o amor ao esforço e desporto que nos temos, é que já não bastava termos passado os dias a subir e descer escadas por baixo da cidade londrina.

Neste dia estava mais frio que nos outros, se bem que fomos mais uma vez ao Starbucks onde um chocolate quente me deu novo calor…

2013-04-27 11.10.09

Aí estou eu, cansado e pronto a beber o chocolate quente num dos diversos, se não milhares, de Starbucks que encontram na cidade – coisa maravilhosa é que todos eles têm wi-fi grátis. Já vira??? (um aspeto que vou abordar na reflexão final da viagem).

Sairemos agora do café e encaremos a paisagem fantástica da ponte de Londres e arredores:

DSC06753DSC06766DSC06770DSC06772DSC06773

DSC06801

Leia o resto deste artigo »