momentos

As Minhas Férias – 2013

Publicado em Atualizado em

Olá olá!

Sei que este verão não vos mantive muito atualizado naquilo que foi o tema de abertura do blog já no ano passado.

Começaremos com o terminar da primeira fase dos exames nacionais e a minha partida no dia a seguir para Tavira, tal como no ano passado vost inha falado

1

Confesso que me soube bastante bem estas férias depois de meses de estudo para aquilo que andamos a trabalhar por três anos, e Tavira é o lugar ideal especialmente quando vamos com amigos.

Capturar2

Todos estes locais recomendo que visitem pela sua tranquilidade e beleza. Foi uma ótima semana e com praias fantásticas. Aqui estão algumas fotos:

insta

Foi bastante bom. Ótimos locais para ler, tirar fotografias (especialmente aqui o viciado em fotos) e rir e conversas nas longas horas de almoço que tínhamos, em que chegámos à conclusão que passávamos mais tempo nos restaurantes que propriamente na praia.

Capturar3

Agora, recuaremos no tempo… Iremos nós para o mês passado de quem já guardo grandes saudades pelas aventuras das saídas à noite que tivemos…

Leia o resto deste artigo »

Anúncios

Invocando Memórias–O Concerto da Rihanna no Meo Arena

Publicado em

Pois é, já fez muito que este concerto foi mas lembro como se fosse ontem e com muitas saudades daquilo que é e foi um ambiente fantástico. Mas bem, vamos voltar atrás no tempo, sim?

Foi no dia 12 de Fevereiro, nos meus 18 anos que os meus pais me deram de prenda os bilhetes para ir ao concerto do ano e aí fiquei feliz por isso, por ir ver alguém de quem aprecio quer as músicas que a presença em palco.

E assim foi, no dia 28 de Maio – véspera do meu último teste de Psicologia – que parti para Lisboa, de comboio e todo contente por partir mais uma vez numa aventura para a capital portuguesa. O dia do concerto não foi o melhor, mas bem, eu às terças-feiras como só tinha aulas à tarde, não custou tanto.

261645_656204964395642_1404673526_n941350_656180824398056_994023463_n383505_656247037724768_526813873_n398323_657099894306149_963084834_n

A verdade é que foi tudo bastante fácil sendo que o comboio que partia de Pombal chegava mesmo perto do Meo Arena (Pavilhão Atlântico) sendo que rapidamente me pus lá, indo para o lugar que tinha guardado na fila do Balcão 1, pelo pessoal da Rihanna Mad House (que é fantástico).

E por lá ficamos, esperando pelas 18H30 que foi quando as portas abriram. Contudo, tenho que criticar fortemente a Rádio Comercial por, como sendo rádio oficial, nem andar no terreno, sendo que apenas por volta das 18H puseram lá o carro a dar música, sendo que era sempre a mesma coisa: publicidade da rádio comercial, 2 anúncios do concerto e uma música da Rihanna e sempre que 1 das músicas acaba começava tudo outra vez mas só que com uma música diferente. Até parece engraçado mas é que nem muitas músicas eram. Eram apenas 4!!!

Mas lá entramos, com muita correia para nos irmos sentar depois das várias horas à espera cá fora que, confesso, nem acreditava que lá estava pela agitação que tinham sido as semanas anteriores com os vários testes.

Só sei que, chegando lá dentro, foi sem dúvida um alívio sentarmo-nos e rirmo-nos com a correria que as pessoas faziam na plateia para tentarem ficar o mais à frente possível.

182906_656878040995001_1137802235_n263335_656878380994967_730018936_n300603_656878130994992_1328771213_n581960_656878044328334_880558903_n983855_656878494328289_111558872_n

Mais uma vez, ouvimos os DJ´s, e, como sempre, esperamos mais ou menos 1 hora e meia esperando pela Rihanna que, como sempre se atrasa. Claro que, neste espaço de tempo deu para comer, socializar com os famosos que lá estavam – quer atores, concorrentes da Casa dos Segredos, jogadores do Benfica ou até mesmo o Cristiano Ronaldo que, pelos vistos lá estava.

970864_656878217661650_555287619_n

Com isto também fizemos a onda que é sempre uma sensação fantástica ao ver tanta gente unida a fazer a mesma coisa: entreterem-se até à chegada da nossa cantora. Mas, ao fim de tanta espera, quem apareceu foi, nada mais, nada menos que José Castelo Branco a dançar e a vibrar com os aplausos que os presentes lhe davam, servindo assim de entretenimento ao público já farto de esperar. O facto é que, não sei se com o protagonismo que o Castelo Branco estava a ter, as luzes apagaram-se e o pano caiu, começando assim o concerto de que já esperávamos há meses.

Leia o resto deste artigo »