mundo

#Londres – Dia 4 – Tower of London, St. Paul´s Cathedral & Natural History Museum

Publicado em Atualizado em

Olá olá a todos!

2013-04-25 21.10.13Vou começar primeiro para vos lembrar dos dias atarefados que tivemos e deveras cansativos! Não acreditam? Pois bem: olhem que neste dia eu, o meu pai, tio, irmão e madrinha e mãe subimos o equivalente a 15 andares. Com mais de 190 degraus… E isto em vez de irmos pelos elevadores – inteligente, não? Enfim, é o amor ao esforço e desporto que nos temos, é que já não bastava termos passado os dias a subir e descer escadas por baixo da cidade londrina.

Neste dia estava mais frio que nos outros, se bem que fomos mais uma vez ao Starbucks onde um chocolate quente me deu novo calor…

2013-04-27 11.10.09

Aí estou eu, cansado e pronto a beber o chocolate quente num dos diversos, se não milhares, de Starbucks que encontram na cidade – coisa maravilhosa é que todos eles têm wi-fi grátis. Já vira??? (um aspeto que vou abordar na reflexão final da viagem).

Sairemos agora do café e encaremos a paisagem fantástica da ponte de Londres e arredores:

DSC06753DSC06766DSC06770DSC06772DSC06773

DSC06801

Leia o resto deste artigo »

#Londres – Dia 3 – Big Ben, London Eye, M&M´S World, Joan Collins & Madame Tussauds

Publicado em Atualizado em

Olá a todos!

Lembram-se de Londres, o dia 2? Pois bem, foi o dia em que começamos a nossa visita de Londres, fomos aos estúdios do Harry Potter, percorremos quilómetros para encontrar um restaurante que, no final das contas, estava mesmo no outro lada da esquina, e vimos, no Picadilly, nada mais nada menos que o ator Johnny Deep.

Claro que depois disto tudo vos tive que contar (claro que eu agora já estou em Portugal e com muitas saudades das ruas e ambientes londrinos).

Mas vejam como era a minha manhã quando vos atualizei do Dia 2!

IMG_8110

(SIIIMM, eu sei que a rapariga estava a olhar para mim… Smiley sarcástico ).

Bem, começamos mesmo por ir apanhar novamente o metro (andamos muito suburbanos ) sendo que, a nossa primeira paragem foi perto de Picadilly para irmos visitar a loja dos famosos M&M´s, e deixem que vos digam, quando se entra, sair torna-se numa tarefa difícil se não mesmo impossível.

DSC06408

Quando entramos respiramos chocolates de diferentes sabores, como se estivessem a fazer os famosos M&M´s no momento. É um lugar enorme, com quatro pisos e seção para cada cor eles têm com estátuas, t-shirts e … carrada de coisas para comprarem. Digo-vos, se lá forem, não se esqueçam da carteira em casa! Ora vejam algumas fotos:

DSC06361DSC06371DSC06369DSC06376DSC06384DSC06387

Leia o resto deste artigo »

#Londres – Dia 1 E 2

Publicado em Atualizado em

Olá olá, bem sei que ja vou no terceiro dia da viagem mas deixem contar como foi o dia de ontem é o de quarta.

Quarta-feira foi bastante cansativa a nossa visita ao aeroporto de Lisboa que tem tantos pontos de controlo ou mais que o aeroporto do Porto. Se me perguntarem os quilômetros que andamos lá dentro em passadeiras e o número de vezes que mostramos o cartão de cidadão então adeus porque só nos víamos para a semana.

image

Das únicas coisas más que tivemos foi o facto de os aviões da TAP terem lugares marcados pelo que ficamos todos separados. O jantar foi fantástico e se forem viajar vão com a TAP porque não se vão arrepender. De qq das maneiras o verdadeiro problema veio com a descida que sabem, nos costuma fazer doer os ouvidos? Pois bem, desta vez os ouvidos foram poupados e doeu antes a cabeça e pescoço. Tal nunca me tinha acontecido. Foi mesmo horrível.

Fora disso, chegamos a Londres depois de termos que esperar 10 minutos no ar decido ao tráfico aéreo que estava àquela hora.  Fomos recebidos no aeroporto com um homem com uma placa à com o nome do meu pai e lá nos trouxeram para o hotel. Se fomos jantar depois? Bem… Era meia-noite quando entramos no burger king e com muita sorte porque aqui fecha tudo muito cedo.

image

Dia 2:
Lavar as mãos no nosso lavatório do tamanho de uma mão é uma tarefa penosa em que mais vale tomar banho que lavar a cara.
Tivemos sorte de aqui no hotel nos mudarem de quarto por sermos 4 e bem que hoje lá se dormir. Pena foi o calor.
Portugueses é coisa que aqui não falta. No hotel são dois e foi nesta troca de quartos que:
– Are you from Portugal?
-Yes.
– Eu também.
Existe ainda outro e outro na loja Adidas da Oxford Street .
Como tal, ontem foi dia de começamos a ir a Oxford street depois de percorrermos o extenso  Hyde park e bem que lá chegamos de muitas de muitas fotos e muitas aspirações com a beleza desta zona de Londres.

image

Autocarros é coisa que, nesta cidade, se vêem aos momentos e para quem diz que os britânicos são antipáticos que tirem o cavalinho da chuva porque isso é uma grande mentira.

A parte da tarde fomos para os estúdios  da Warner Bros para vermos o making of Harry Potter depois de andarmos a explorar o underground londrino pelos metros e comboios que apanhamos sempre a hora certa para, no fim, desfrutamos de uma entrada fantástica no mundo mágico de Harry Potter em que, tenho que confessar , tive dificuldade em manter as lágrimas por ver aquilo que foram 10 anos da minha vida à minha frente.

image

Malta, como isto está a ficar muito grande e estou no smartphone pelo que peço desculpa eventuais erros, amanhã publico as continuações 🙂

#Meteoro na #Argentina (c/vídeo)

Publicado em Atualizado em

Parece que este ano andamos a ter bastantes fenómenos a acontecer no nosso planeta. Ora vejam mais esta notícia, retirada do site da TVI24:

Gigantesca «bola de fogo» ilumina céu da Argentina

Meteorito «fez da noite dia por alguns segundos», relatam habitantes no norte do país

Habitantes de várias províncias do norte da Argentina afirmaram, no domingo, ter visto uma «gigantesca bola de fogo» a atravessar o céu. O fenómeno, que fez da noite dia por alguns segundos, foi mais visível em Santiago del Estero, mas também foi observado em Catamarca, La Rioja, Chaco, Corrientes, Córdoba, Santa Fé e Tucumán.
Mariano Rivas, coordenador da aérea de Astronomia do Planetário de Buenos Aires, disse ao canal C5N, que a bola de fogo se deveu à explosão de um meteoro.
O fenómeno foi observado cerca das 3:20 (7:20 hora portuguesa) e alguns residentes relatam que sentiram um ligeiro tremor de terra antes da bola de fogo passar.
«Trata-se de um meteoro que entrou na atmosfera a uma velocidade de 130 mil quilómetros» por hora, afirmou aos meios de comunicação argentinos o diretor do Observatório Astronómico de Santa Fé.
Jorge Coghlan explicou que «era de uma dimensão superior à de um meteorito» e que «se desintegrou quando se encontrava a uma altitude de 65 quilómetros». O especialista acrescentou que o objeto entrou na atmosfera com um tamanho aproximado de 20 centímetros de diâmetro».
De acordo com Jorge Coghlan, milhares de bolas de fogo passam diariamente no céu sem que as possamos ver. «A que passou este domingo era apenas maior e de origem tão primitiva como o nosso planeta», concluiu.

Vídeo AQUI

Vida Extraterrestre em Meteorito

Publicado em

Foi mesmo isso que acabaram de ler. Foram descobertos fósseis num meteorito que caiu no nosso planeta. Confere a notícia:

Cientistas descobriram vida extraterrestre em fragmentos de meteorito

Equipa de investigadores da Universidade de Cardiff descobriu formas de vida fossilizadas nos restos de um meteorito que caiu no Sri Lanka

 

Uma equipa de investigadores da Universidade de Cardiff, no Reino Unido, acredita que descobriu provas de vida extraterrestre nos fragmentos de um meteorito, informa o «Daily Mail».
Os cientistas analisaram centenas de restos do meteorito que caiu a 29 de dezembro no Sri Lanka e, através de imagens microscópicas, descobriram formas de vida fossilizadas que não existem na Terra.
Os especialistas garantem que os tipos de algas encontradas já estão extintas na Terra e que não houve qualquer contaminação dos fragmentos antes de serem analisados.

Fonte: TVI24

Fumo Negro Saiu Esta Manhã

Publicado em Atualizado em

Ao que parece, do que li agora, duas horas após o início do Conclave, saiu fumo da chaminé da Capela Sistina… Fumo esse que era negro. Leiam a notícia, do Público:

Fumo negro na chaminé da Capela Sistina

12/03/2013 – 16:51

(actualizado às 18:54)

Cerca de duas horas depois do início do conclave, da chaminé da Capela Sistina saiu fumo negro. Votações continuam na quarta-feira

Os cardeais na Capela Sistina

No final da primeira votação do conclave que vai eleger o sucessor de Bento XVI, a chaminé colocada no telhado da Capela Sistina deitou fumo negro, sinal de que ainda não há o consenso necessário entre os 115 cardeais sobre um novo Papa.

Depois de caminharem em procissão desde a Capela Paulina até à Capela Sistina, onde entraram pelas 15h30, os cardeais prestaram um juramento de silêncio, que os impede de revelar qualquer informação sobre o que se passará durante todo o processo de eleição. Em conjunto, os prelados leram o texto de juramento em latim conduzidos pelo cardeal Giovanni Battista Re, prefeito emérito da Congregação para os Bispos. Em seguida, cada um dos cardeais selou o compromisso de sigilo lendo uma curta frase e colocando a mão direita sobre a bíblia.

Pelas 16h35, monsenhor Guido Marini, mestre das Celebrações Litúrgicas Pontifícias, disse em voz alta e forte a expressão em latim extra omnes (saiam todos). Oficiais, religiosos e jornalistas abandonaram a capela. No seu interior ficaram isolados os 115 cardeais e o conclave teve início. Duas horas e onze minutos depois do início do conclave surgiu o resultado da primeira votação. Uma densa nuvem de fumo negro era visível no telhado da capela, um resultado que já era esperado por muitos. A eleição do próximo Papa não deverá prolongar-se por muito tempo. Prevê-se que até ao final da semana seja anunciado o nome. O próprio porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, admitiu que o processo eleitoral “deverá bastante rápido”.

Ler Mais

+Ciência: “NASA divulga primeiras imagens de asteróide que se aproxima hoje da Terra”

Publicado em

Hoje serão estas as notícias que marcarão o dia… cá fica mais uma Smiley de boca aberta

A agência espacial NASA divulgou na quinta-feira as primeiras imagens do asteróide 2021DA14, que hoje deverá passar a apenas 27.860 quilómetros da Terra, a maior aproximação registada de um objecto cósmico perigoso para o planeta.

Na página oficial de internet, e de acordo com a EFE, a NASA publicou uma sequência animada, a preto e branco, constituída por três imagens, nas quais se consegue ver o percurso do asteróide, quando este se encontra ainda a 748 mil quilómetros da Terra.

A sequência é da autoria dos astrónomos do observatório italiano de Remanzacco, a partir de imagens capturadas através de controlo remoto pelo telescópio Faulkes South, localizado em Siding Springs, na Austrália.

O asteróide, denominado 2012DA14, foi detectado há um ano por astrónomos no observatório La Sagra, em Maiorca e é do tamanho de metade de um campo de futebol.

Lusa/SOL

+Ciência: “Afinal foi mesmo um asteroide a matar os dinossauros”

Publicado em Atualizado em

Para quem está num curso de ciências e tecnologias, relativamente a geologia logo no 10º, estudamos algumas das possibilidades que poderão ter levado à extinção dos dinossauros.

Parece que, contudo, esta notícia levará a uma atualização mais precisa daquilo que poderá ser dado já daqui a poucos anos na escola, ora vejam:

 

Afinal foi mesmo um asteroide a matar os dinossauros

Fotografia © Reuters

Datas mais precisas para a extinção dos dinossauros e para o impacto que ocorreu por volta do mesmo período, cerca de 66 milhões de anos atrás, foram determinadas por cientistas do Centro de Geocronologia da Universidade de Berkley, na Califórnia, e de universidades holandesas e britânicas.

A causa da extinção dos dinossauros sempre foi um dos grandes mistérios do mundo. As especulações e teorias são muitas: a queda de um cometa ou asteroide, erupções vulcânicas, mudanças climáticas, entre outras.

Os cientistas acreditam que, como as datas são tão próximas, o asteroide, se não for totalmente responsável foi, pelo menos, o golpe final para a extinção dos dinossauros.

“O impacto foi claramente a gota de água que levou a Terra para além do ponto de viragem”, declarou Paul Renne, chefe da equipa de investigação. “Nós mostramos que esses eventos estão sincronizados (…) e, portanto, o impacto claramente desempenhou um papel importante na extinção, mas, provavelmente, não foi apenas o impacto”, disse.

A data do impacto (há 66 milhões de anos atrás) é a mesma, dentro dos limites da margem de erro, da data da extinção, disse Renne, o que torna os eventos simultâneos. Essa descoberta esclarece a persistente dúvida sobre se o impacto ocorreu de facto antes ou após a extinção, caracterizada pelo desaparecimento quase imediato de registos fósseis de dinossauros terrestres e muitas criaturas marinhas.

Os investigadores desenvolveram uma técnica de datação aperfeiçoada e analisaram cinzas vulcânicas e fósseis de diversos sítios para determinar a data da extinção e do impacto. Segundo os investigadores, os eventos ocorreram dentro de um intervalo de 11 mil anos.

Continuem a ler diretamente do Jornal de Notícias

+Notícias: “Descruza as pernas para o primeiro-ministro sem roupa interior”

Publicado em Atualizado em

Querem um vídeo de apanhados?

Pois cá está um bem engraçado, em que um primeiro-ministro foi para uma suporta entrevista (com uma jornalista falsa), e o que essa fez foi descruzar as pernas…. Vejam o vídeo!

O primeiro-ministro da Sérvia nunca imaginou o que lhe estava prestes a acontecer durante uma entrevista.

O chefe de Governo foi vítima de uma cena de apanhados quando uma câmara escondida durante uma entrevista feita por uma «falsa jornalista» sem roupa interior descruzou e cruzou as pernas.

Palavras para quê? Veja o vídeo

video